O período para a declaração do Imposto de Renda 2022 se inicia no dia 7 de março e vai até 29 de abril. Essa época do ano é marcada por muitas dúvidas em relação a como declarar o IR, quais documentos são necessários, quem precisa declarar, etc.

Unindo isso ao fato de que o número de contas na bolsa atingiu a marca de 5 milhões, conclui-se que muita gente vai fazer a declaração de investimentos em renda variável pela primeira vez nesse ano.

Para te ajudar nessa tarefa, nesse post te explicamos como lançar a compra e venda de ações no Imposto de Renda e tire suas dúvidas sobre quais informações devem estar presentes.

Declaração de IR sobre ações

Declarar a compra e venda de ações é uma atividade obrigatória para todos que investiram na bolsa de valores, independentemente do valor. Porém, importante lembrar que, fazer a Declaração de Imposto de Renda é diferente do pagamento de imposto.

Esse último, só é obrigatório para aqueles que fizerem vendas de ações com valores superiores a R$ 20 mil. O pagamento do imposto é feito mensalmente por meio do DARF (Documento de Arrecadação de Receitas Federais). Por isso, um dos passos mais importantes na hora de fazer a declaração é reunir todos os DARFs que você pagou durante o ano de 2021.

a Declaração do Imposto de Renda é um documento entregue anualmente para a Receita Federal a fim de comprovar que você fez o pagamento desses impostos e verificar se há alguma diferença no cálculo do tributo. Ela deve ser feita por todos, mesmo que os investimentos não tenham sido superiores a R$20 mil.

Como declarar ações no imposto de renda?

Fazer a declaração pode levar um tempinho e precisa de muita atenção. Afinal, erros no documento podem te colocar na malha fina da Receita Federal, podendo levar a multas e outras complicações.

Para evitar qualquer divergência, confira o passo a passo de como declarar ações no imposto de renda:

Passo 1: reunir os documentos

Reunir a documentação necessária antes de iniciar a declaração pode simplificar a sua vida. Ela é dividida em 5 grupos: informações gerais do contribuinte e seus dependentes, de Renda, Bens e Direitos (que incluem os investimentos), Dívidas e ônus, Pagamentos e doações efetuados.

Nós vamos nos concentrar nos documentos para declarar imposto de renda, mais especificamente naqueles sobre investimentos em ações.

Para declarar ações no imposto de renda você vai precisar saber o valor investido, assim como anexar os comprovantes de pagamento do DARF e os relatórios atestando que o imposto foi retido na fonte.

As notas de corretagem podem te auxiliar no preenchimento do formulário, pois contêm todos os dados necessários sobre as ações. Reúna também os extratos de IR — também conhecidos como “dedo-duro” — e o informe de rendimentos.

Passo 2: verificar os lucros

Depois de separar a documentação, agora é necessário verificar os lucros que você obteve nesse investimento. Os cálculos feitos são para encontrar o preço médio de compra e de venda, valores que serão cobrados na declaração.

Preço médio de compra = Valor que foi pago (incluindo taxas) / Número de ações

Preço médio de venda = Valor que foi vendido (dispensando taxas) / Número de ações

Supondo que alguém comprou 70 ações da AAAA4 por R$50,00 cada uma em maio de 2021. Depois, em agosto ela comprou mais 30 apor R$60,00 da mesma companhia. No final do ano, o preço das ações no total foi de R$5.300,00:

(70 x 50) + (30 x 60) = 3.500 + 1.800 = 5.300 -> Valor que foi pago

Supondo que ela só fez essas duas compras, o preço médio de compra deverá ser calculado dividindo o total gasto pelo número de ações, dessa forma:

5.300 / (70 + 30) = 5.300 / 100 = 53 -> Preço médio de compra

Com isso, vemos que o preço médio de compra foi R$53,00. Se essas compras foram as únicas movimentações é necessário declarar a posse das mesmas na aba de “Bens e direitos”, usando o código 31 - Ações (confira o passo a passo no item 6).

Mas, vamos supor que além de comprar, essa pessoa também vendeu parte da sua carteira de ações. Em setembro de 2021, ela vendeu todas as 100 ações pelo valor de R$65,00, resultando em R$6.500,00:

100 x 65 = 6.500 -> Valor que foi vendido

Nesse caso, ela também terá que declarar o lucro ou prejuízo resultado dessas vendas. Para isso, basta fazer o valor da venda menos o valor da compra.

6.500 - 5.300 = 1.200 -> Lucro obtido

Ao final do ano, ela obteve um lucro de R$1.200,00. Esse valor, por ser inferior a R$20 mil, deve ser declarado na aba de rendimentos isentos e não-tributáveis. Para isso, siga o passo 3, no próximo tópico.

Passo 3: baixar o programa IRPF e declarar rendimentos isentos

A declaração do Imposto de Renda pode ser feita pelo Programa Gerador da DIRPF2021 e também pelo aplicativo "Meu Imposto de Renda". Para mais informações, acesse o site www.gov.br/receitafederal e vá para Meu Imposto de Renda.

Depois de escolher o canal que vai fazer a declaração chega o momento de começar a preencher as informações necessárias. Os investimentos, incluindo a compra e venda de ações, são declaradas na aba de Bens e Direitos.

Os rendimentos isentos são aqueles em que a venda vai até R$20 mil. Ou seja, que não precisam de pagamento de DARF, porém que devem ser declarados no Imposto de Renda.

No formulário da declaração:

  • Selecione a aba “Rendimentos isentos e não tributáveis”;
  • Clique em um novo campo e digite o código 20 (Ganhos líquidos em operações no mercado à vista de ações negociadas em Bolsas de Valores nas alienações realizadas até R$ 20 mil);
  • Coloque o valor das ações;
  • Confirme clicando em “OK”.
Print da tela para declarar Ações no Imposto de Renda

Declarar dividendos

Os dividendos são os valores que a empresa repassa aos seus acionistas e também são considerados rendimentos isentos de tributação. Para fazer a declaração dos dividendos siga o passo a passo abaixo:

  • Na aba de “Rendimentos Isentos e Não Tributáveis”;
  • Selecione a opção “09 – Lucros e dividendos recebidos”;
  • Adicione as informações sobre o dividendo;
  • Repita o processo com todas as ações que em que recebeu dividendo.
Print da tela para declarar Ações no Imposto de Renda

Passo 4: informar rendimentos sujeitos à tributação

Além dos dividendos, existe uma outra forma da empresa repassar o lucro aos seus acionistas, por meio dos juros sobre capital próprio (JCP). Eles são considerados rendimentos tributáveis e também devem ser declarados no Imposto de Renda.

  • Vá para a aba "Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva/Definitiva”;
  • Selecione a código “10 – Juros sobre capital próprio”;
  • Adicione as informações necessárias;
  • Faça isso para cada ação em que recebeu JCP.
Print da tela para declarar Ações no Imposto de Renda

Passo 5: preencher a ficha Renda Variável

Também é necessário preencher a aba de Renda Variável, na onde vão ser declaradas todas as operações com valores superiores a R$20 mil. Essas ações são tributadas, então durante o ano você deverá pagar os impostos por meio do DARF (Documento de Arrecadação de Receitas Federais).

Na hora de declarar é preciso que todos os comprovantes dos DARFs pagos estejam reunidos.

  • Vá para a ficha de "Renda variável";
  • Abra a seção “Operações Comuns / Day Trade”;
  • Selecione o tipo de mercado, na maioria dos casos a opção será “Mercado à Vista";
  • Escolha entre as duas colunas disponíveis "Operações comuns" ou “Day Trade”, de acordo com o tipo de investimento;
  • Preencha cada um dos meses do ano que as vendas foram acima de R$20 mil,
  • Nos meses em que não houve operações ou foram vendas inferiores a R$20 mil, deixe o campo zerado;
  • No caso de prejuízo, coloque um sinal de menos (-) antes do valor;
  • Após finalizar, em “Consolidação do mês", verifique se o “Imposto a pagar” confere com o “Imposto pago” no DARF respectivo.
Print da tela para declarar Ações no Imposto de Renda

Passo 6: completar a ficha Bens e Direitos

Por último, será necessário completar a ficha de Bens e Direitos. Nela você irá colocar as ações que você já possuía ou que adquiriu no ano de 2021. As informações necessárias para preencher estão no Informe de Rendimentos e nas notas de corretagem.

Abra a aba de “Bens e Direitos> Coloque o código 31 para ações e 47 para opções, contratos futuros ou a termo > Adicione as informações necessárias.

São elas:

  • Nome da empresa;
  • CNPJ;
  • Código de negociação do ativo;
  • Número de ações;
  • Valor pago;
  • Vendas ou compras parciais de ação.

Lembra do custo médio que calculamos no primeiro passo? Você deve adicioná-lo também, multiplicado pelo número de ativos que você possuía na data 31/12/2021.

Print da tela para declarar Ações no Imposto de Renda

Preencha todos os campos com atenção e confira todas as informações para evitar qualquer erro. Caso ainda esteja no prazo de envio, é possível alterar o documento por meio da Declaração da Retificação.

De qualquer forma, o melhor sempre é evitar qualquer dor de cabeça e declarar o Imposto de Renda da forma correta. Esteja sempre com todos os documentos em mãos e siga o nosso passo a passo para não errar!

Dúvidas Frequentes sobre Declarar Ações no Imposto de Renda

Como declarar venda de ações até 20 mil?

Vá para a ficha Rendimentos Isentos e Não-Tributáveis > Selecione a opção 20 – Ganhos Líquidos em operações no mercado à vista de ações negociadas em Bolsas de Valores >

Insira os valores. Saiba como como declarar suas ações no IR.

Como declarar venda de ações com lucro?

Valor até R$20 mil: vá para a aba “Rendimentos Isentos e Não-Tributáveis” > selecione o código 20 > Insira os valores.

Valor superior a R$20 mil: acesse Renda Variável > Operações Comuns/Day Trade > insira os valores. Saiba como declarar suas ações no Imposto de Renda.

Como declarar venda de ações com prejuízo?

Ao preencher a declaração, na aba “Renda Variável” coloque o valor com um sinal de menos (-) na frente. Isso pode ser feito em ações acima ou abaixo de R$20 mil. Após isso, o sistema irá replicar a informação para a linha “Prejuízo a Compensar”, no quadro “Resultado”.

Confira o passo a passo para fazer a declaração de suas ações.

Comprei ações. Preciso declarar?

Incluir a compra e venda de ações na Declaração do Imposto de Renda é uma atividade obrigatória para todos que investiram na bolsa de valores, independentemente do valor.

Saiba como fazer a declaração no IR.

Quando pagar imposto de renda sobre venda de ações?

O pagamento de impostos por meio DARF só é obrigatório para aqueles que fizerem vendas de ações com valores superiores a R$ 20 mil. Ele é realizado mensalmente e todos os comprovantes devem estar presentes na declaração.

Aprenda a declarar suas ações no Imposto de Renda.

https://static.bancointer.com.br/blog/author/images/32bcc0164e934bee97a39865ab367246_1628969670171.jpeg
Ana Cecilia NogueiraAnalista de Conteúdo e CRM

Jornalista que se descobriu no marketing digital.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos completos sobre investimentos, educação financeira e novos produtos

Gostou? Compartilhe