Cuidando do seu dinheiro

Como devolver o Auxílio Emergencial?

Publicado em 28/07/2021

Este ano, quando abriu o período para Declaração do Imposto de Renda, a Receita Federal anunciou que todo mundo que recebeu o Auxílio Emergencial e teve ganhos tributáveis acima de acima de R$ 22.847,76 deveria devolver o benefício.

A medida tinha o objetivo de corrigir algumas distorções que aconteceram na distribuição do Auxílio, que também foi pago para algumas pessoas que não se enquadravam nos critérios do programa.

O período de Declaração passou, mas ainda dá para devolver os pagamentos indevidos e ficar em dia com a receita. Nesse post a gente te mostra o passo a passo.

Quais parcelas o contribuinte deve devolver?

Para a devolução estão sendo consideradas as parcelas de R$600 a R$1200 pagas  entre os meses de abril e agosto.

Quem deve devolver o auxílio emergencial?

Para receber o auxílio, a pessoa deve ser maior de 18 anos e atender aos requisitos abaixo:

  • Estar desempregado;
  • Ser trabalhador informal ou exercer atividade como Microempreendedor Individual;
  • Não ser beneficiário de programas previdenciários ou assistenciais, exceto Bolsa Família;
  • Ter renda familiar mensal de até três salários-mínimos (R$ 3.300);
  • Ter renda familiar por pessoa de até meio salário-mínimo (R$ 550);
  • Ter tido rendimentos tributáveis abaixo de R$ 22.847,76, em 2020.

Qualquer pessoa que não atenda a um desses critérios, deverá procurar o Ministério da Cidadania para devolver o benefício.

Como devolver o Auxílio Emergencial: passo a passo

  1. Acesse a página de  devolução do auxílio; 
  2. Responda a pergunta: “É beneficiário do Bolsa Família?”
  3. Em seguida, preencha o CPF do beneficiário, data de nascimento e fazer a confirmação de segurança marcando a caixinha “Eu não sou um robô”;
  4. Clique em Consultar;
  5. Para pagamento no Banco do Brasil, clique no botão Emitir GRU;
  6. Para pagamento em qualquer banco, selecione Em qualquer Banco, informe os dados solicitados e depois clique em Emitir GRU.
  7. Depois disso, é só fazer o pagamento da Guia. Lembrando que o prazo para compensação é de até 72 horas;
  8. Após confirmação do pagamento não constará mais nenhuma cobrança pendente no seu usuário.

As regras do Auxílio Emergencial em 2021

Em 2021, o Auxílio Emergencial foi prorrogado, mas dessa vez só podem receber o benefício as pessoas que tiveram o pagamento aprovado no ano anterior, e que cumprirem todos os requisitos do programa.

Além disso, nessa nova fase só uma pessoa por família pode receber o benefício, que teve os valores reduzidos para:

  • Famílias: R$ 250,00;
  • Família monoparental, gerida por uma mulher:  R$ 375,00;
  • Pessoas que moram sozinhas: R$ 150,00.

Confira o calendário do Auxílio para 2021 e veja como receber o benefício no Inter.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos completos sobre investimentos, educação financeira e novos produtos

Gostou? Compartilhe
Assuntos relacionados
Cuidando do seu dinheiro
Auxílio Emergencial 2021 - Como receber o benefício

Com a pandemia do Coronavírus – COVID 19 o Governo Federal anunciou o pagamento do...

Leia mais
Cuidando do seu dinheiro
Governo antecipa quarta parcela do Auxílio Emergencial: veja o calendário completo

O Ministério da Cidadania divulgou nesta quinta-feira (15) um novo calendário de pagamentos. Confira as...

Leia mais
Cuidando do seu dinheiro
Informações sobre auxílio emergencial serão enviadas por WhatsApp

Entenda como vai funcionar o novo serviço....

Leia mais