Quando você recebe uma ligação que diz ser do seu banco, pedindo os dados da sua conta e cartão para atualização de cadastro, você repassa estes dados? 

Ou, ao fazer uma compras online, você entra no primeiro site que encontra e já vai logo dando todas as suas informações? 

Se você respondeu sim para estas perguntas, tá na hora de rever a segurança da sua conta e do seu cartão:

E pra te ajudar a ficar longe das fraudes, separamos algumas dúvidas sobre cartão e dicas bem simples para manter a segurança da sua Conta Digital. Se liga:

1- Dados sensíveis: seus e de mais ninguém

Existem alguns dados que você nunca deve compartilhar, chamados de dados sensíveis. São eles:

  • CVV (aquela sequência de 3 números no verso do cartão)
  • Token de transação
  • Número completo do seu cartão 
  • Senhas em geral: do cartão, Internet Banking ou aplicativo.

Não compartilhe essas informações por telefone, SMS, redes sociais nem mesmo com familiares e amigos. Também evite tirar fotos dessas informações, assim você diminui o risco delas cairem em mãos erradas.

Lembre-se: aqui no Banco Inter nunca pedimos esses dados, nem mesmo quando é você que entra em contato com a gente, combinado?

2- Divulgando dados em compras online?

É uma prática muito comum que lojas online peçam alguns desses dados sensíveis (como número completo do cartão e CVV) na hora de fazer um pagamento online.

Mas, para não comprometer a segurança do seu cartão e da sua conta, certifique-se sempre de estar em lojas virtuais de confiança. Na dúvida, pesquise sobre a loja e busque indicações de outros compradores sobre a marca.

Só digite suas informações em páginas que tenham o ícone de segurança e que comecem com htpps.

Outra dica é preferir usar seu cartão virtual nas compras online. Por ser digital, é mais simples de ser bloqueado caso você perceba alguma atividade suspeita.

3- Desconfie de s.u.p.e.r ofertas

Desconfie de ofertas de empréstimos, cartão de crédito sem análise ou com limite muito alto. Sempre confira a origem do contato e, na dúvida, procure o banco antes de passar qualquer informação ou fazer um pagamento.

Não cobrarmos taxas para abrir ou manter sua conta, sacar e fazer TEDs, além de não cobrarmos valor de entrada para empréstimos.

>>> Ainda não sabe por que não cobramos tarifas? Veja esse vídeo

4- Cuidado com páginas e e-mails falsos

Já viu pessoas se passando por outras nas redes sociais? O mesmo acontece com páginas de empresas. Por isso, é sempre bom garantir que você está falando com a página verdadeira e observar o ícone de conta verificada, um símbolo azul que aparece ao lado do nome da nossa marca.

Ícone de conta verificada: símbolo azul que aparece ao lado do nome da marca
Ícone de conta verificada: símbolo azul que aparece ao lado do nome da marca

Além das páginas oficiais, conferir o remetente de e-mails é dica essencial! Aqui no Inter, por exemplo, todas as nossas mensagens são enviadas por remetentes com final @bancointer.com.br.

Ah, e nossos e-mails nunca pedem para você enviar dados sensíveis, atualização cadastral ou desbloquear sua conta.

Nós também não vamos entrar em contato com você pelo WhatsApp pedindo informações sobre sua Conta Digital. Se receber alguma mensagem do tipo não passe nenhum dado pessoal e ignore. 

Ainda tem dúvidas sobre segurança da sua conta?

Anotou todas as dicas desse texto? Maravilha! Elas são essenciais para manter a segurança da sua conta e cartão. Mas se ainda ficar alguma dúvida, entre em contato com a nossa central de atendimento ou a do seu banco e verifique todas as informações!

Para saber mais sobre a segurança das suas finanças, acesse www.bancointer.com.br/seguranca/

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos completos sobre investimentos, educação financeira e novos produtos

Gostou? Compartilhe