Para o empreendedor

Empresário ou empreendedor: qual é o seu perfil?

Publicado em 21/07/2021

Sabia que nem todo empreendedor é empresário? Assim como nem todo empresário é um empreendedor! Na verdade, há tantas diferenças entre esses dois perfis que elas podem ser a chave para o sucesso ou para o fracasso de um negócio.

O ideal mesmo é ser um empreendedor empresário ou vice-versa. Parece confuso? Calma que a gente explica. 

Apesar de parecerem a mesma coisa, empreendedor e empresário não são sinônimos. Para muitos, ambos são, simplesmente, quem abre um negócio. Mas cada um tem o seu papel e suas competências específicas, que precisam se complementar para que o sucesso seja alcançado em todos os âmbitos. 

A seguir, a gente te conta mais! 

Empresário x empreendedor

Juridicamente, é considerado empresário quem exerce, profissionalmente, uma atividade econômica organizada para a produção ou circulação de bens ou serviços. Ou seja: ser empresário significa exercer uma profissão relacionada à administração de uma empresa.

Em geral, essa pessoa é movida pela razão e tem um bom conhecimento das técnicas de administração e vendas e gestão de pessoas e marketing, voltando suas competências para a perpetuação do negócio.

Já quando se fala de empreendedor, na verdade estamos falando sobre empreendedorismo, que é um conjunto de capacidades, características, atitudes e comportamentos que moldam um estilo de vida. O empreendedor é um realizador de novas ideias, sempre somando criatividade e imaginação. Movido pela paixão, trabalha para inovar e gerar riquezas e mudanças no cotidiano das pessoas, topando correr riscos e percebendo oportunidades que ninguém vê.

As principais competências de cada um

O empresário precisa ter uma visão mais concreta do que é ter e gerenciar um negócio e ser disciplinado para fazer o que deve ser feito, seguindo um plano bem constituído. Ele tem que inspirar confiança e ser mentalmente preparado para encarar contratempos e decepções sem desistir.

Para direcionar o seu foco aos objetivos de curto, médio e longo prazo, é imprescindível que tenha visão de futuro. O empresário não pode ficar apenas "apagando incêndios" do dia a dia, mas investir o tempo necessário para realizar um planejamento de seus negócios. Dificilmente corre riscos já que, geralmente, prefere atuar de maneira mais conservadora, podendo até apresentar alguma dificuldade em implementar um projeto muito rapidamente.

Já o empreendedor está sempre pronto para trazer e gerir novas ideias, produtos, ou mudar tudo o que já existe. Além de iniciativa, tem uma grande capacidade de se antecipar aos fatos e criar possibilidades, aproveitando situações incomuns para progredir. É um otimista que vive no futuro, e sua habilidade de enfrentar obstáculos facilita a capacidade de reavaliação para mudar os planos quando necessário. Afinal, ele se permite correr riscos calculados, trazendo para si as responsabilidades sobre sucesso e fracasso.

Ele cria procedimentos para cumprir prazos e padrões de qualidade e se atualiza constantemente com dados e informações sobre seu mercado, bem como a orientação de especialistas para embasar suas decisões. Também tem a habilidade de influenciar e persuadir pessoas, relacionando-se com quem possa ajudá-lo a atingir os objetivos do seu negócio, desenvolve redes de contatos e construindo bons relacionamentos.

A união perfeita

Com tudo isso, fica claro que empreendedor e empresário possuem perfis diferentes, mas que se complementam totalmente. O ideal é ser um empreendedor empresário e vice-versa, identificando quais são as competências que precisam ser desenvolvidas para que a empresa possa crescer.

Quando um empresário age sem empreendedorismo, uma corporação bem-gerida acaba parada no tempo, ficando estagnada e até podendo ir à falência a longo prazo. Agir somente dentro de uma caixa, sem buscar por evolução, é um erro fatal.

O que se aprende com os maiores empreendedores do mundo é que é extremamente necessário sair da zona de conforto e fazer da criatividade e da inovação dois dos principais pilares de qualquer organização. Afinal, não adianta ter boas ideias somente quando se cria uma empresa. É preciso manter o surgimento delas durante toda a existência do negócio e cuidar para que a inovação seja parte do dia a dia.

Por outro lado, há empreendedores que falham justamente por não agirem como empresários. Eles identificam as oportunidades, desenvolvem soluções, investem recursos na criação de um negócio, mas não se capacitam nas áreas estratégicas de uma empresa, como gestão, finanças, planejamento estratégico e administração. Assim, fica mais difícil consolidar uma empresa sustentável e duradoura.

Unindo forças e somando competências, é possível garantir o melhor dos dois mundos, mantendo uma gestão eficiente e investindo no espírito inovador do negócio.

Empreendedor ou empresário: o Inter é para todos

Seja você um empreendedor, empresário ou empreendedor-empresário, o Inter oferece soluções as melhores soluções para microempresas e empresas de pequeno porte. Nossa conta PJ tem todos os recursos para gerir financeiramente sua empresa, sem pesar no seu bolso, já que não cobramos as tradicionais tarifas. 

Conheça nossos serviços e vantagens

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos completos sobre investimentos, educação financeira e novos produtos

Gostou? Compartilhe