Provavelmente você já deve ter ouvido falar sobre um famoso golpe no WhatsApp, que ganhou mais notoriedade principalmente nos últimos 2 anos, fazendo muitas vítimas pelo Brasil

O mensageiro online que proporciona mais comodidade nas comunicações do dia a dia, também passou a ser uma ferramenta para oportunistas aplicarem fraudes financeiras.

Neste artigo vamos simplificar o golpe no WhatsApp para que você consiga se proteger e entender o que deve fazer, caso se veja numa possível situação de golpe!

Tipos de golpes pelo WhatsApp

Hoje em dia existem diferentes formas de um golpista fraudar um WhatsApp e tentar aplicar golpes online, como:

  • criar uma conta nova e se passar por uma empresa ou amigo próximo;
  • clonar um número conhecido e pedir dinheiro emprestado;
  • enviar um link corrompido ou de uma página falsa.

Entenda mais sobre os tipos de golpes do WhatsApp.

Golpe código WhatsApp

O novo golpe do WhatsApp que repercutiu na mídia é o do WhatsApp clonado. Durante a pandemia, vimos os casos desse golpe aumentar muito, por isso é essencial que você saiba identificar e se proteger.

O golpe normalmente começa por uma ligação quando o golpista se passa por um funcionário de uma empresa pública ou privada enviando um código que chegará via SMS.

No entanto, o código enviado por ele é o mesmo que o WhatsApp oficial envia para confirmação da ativação da conta em novo aparelho. Nesse caso, o golpista quer, na verdade, hackear o seu número para usar de forma ilícita.

Golpe WhatsApp clonado

O golpe do WhatsApp clonado funciona da seguinte forma: Primeiro o golpista consegue clonar o número de WhatsApp de uma pessoa próxima a você (amigo ou parente) e começa a enviar mensagens se passando por este conhecido da vítima.

Na maioria das mensagens os golpistas pedem, via WhatsApp, que a vítima transfira determinado valor via Pix ou qualquer outra forma de transferência simultânea de dinheiro, com o discurso de que a pessoa proprietária do número original (no caso seu parente ou amigo) está passando por dificuldades, ou que o pagamento do dinheiro emprestado será feito no dia seguinte

Depois que o dinheiro é enviado os golpistas deixam de responder por aquele número e desaparecem. Ou ainda, conseguem clonar a conta WhatsApp de quem enviou o dinheiro, iniciando um novo ciclo de conta clonada > solicitação do Pix se passando por um amigo/conhecido > recebe o dinheiro do nova vítima.

Pessoas se passando por empresas no WhatsApp

Outro golpe muito utilizado ultimamente é aquele onde os golpistas usam um número qualquer se passando por uma empresa onde o cliente pode, ou não, ter algum tipo de conta ou ter feito alguma compra.

Grandes empresas e instituições públicas como OLX, Ifood, Toyota, Mercado Livre, Amazon, INSS e o próprio Inter já tiveram seus nomes utilizados de forma ilícita.

Nesse caso, os golpistas criam uma conta com a logo da instituição e abordam diferentes pessoas no WhatsApp solicitando dados pessoais, pagamentos de dívidas ou algo que envolva dinheiro.

Como denunciar golpes pelo WhatsApp

Cai num golpe no WhatsApp, o que fazer?

Primeiro, tenha calma.

Antes de tudo, é necessário que você tenha provas desse golpe. Salve as conversas, áudios, fotos e vídeos que você trocou com os golpistas e, principalmente, salve o comprovante de pagamento ou transferências no WhatsApp .

Uma dica boa é: tire prints (capturas de tela) de toda a conversa.

Esses dados serão importantes para abrir um boletim de ocorrência (online ou presencial) e também comunicar ao WhatsApp sobre o ocorrido, que são os próximos passos que você deve seguir para denunciar o golpe

Outro ponto importante a ser resolvido, é comunicar toda sua rede de contatos. Avise que o golpista teve acesso aos seus contatos e esteve se passando por você solicitando dinheiro.

Cai no golpe do WhatsApp, como recuperar o dinheiro?

Depois de passar por uma fraude no WhatsApp reaver o dinheiro perdido se torna um processo moroso e muitas vezes impossível de acontecer

Caso você tenha feito uma transferência bancária, ou Pix, para o golpista, entre em contato com a instituição financeira para qual o dinheiro foi transferido. Pode ser que eles consigam interceptar a movimentação e bloquear a conta.

Além disso, faça um boletim de ocorrência na delegacia mais próxima ou online, informe sobre o golpe ao seu banco e também comunique a plataforma WhatsApp sobre o ocorrido pelo email support@whatsapp.com !

5 dicas para evitar golpes pelo WhatsApp

Agora que você entende como funcionam os principais golpes do WhatsApp fica mais fácil se proteger. Veja as principais dicas:

  1. Ative a “Confirmação em duas etapas ” da sua conta no WhatsApp. Isso gera uma camada extra de segurança do seu número no mensageiro online;
  2. Nunca compartilhe qualquer código verificador que você receber via SMS, ou clique em links suspeitos;
  3. Não compartilhe seus dados pessoais, bancários (como número de conta ou número do cartão) ou de pagamento com terceiros no WhatsApp;
  4. Fique alerta e desconfie de situações em te solicitam a realização de pagamentos pelo WhatsApp em caráter de urgência;
  5. Recebeu uma solicitação de dinheiro pelo WhatsApp? Ligue para a pessoa e confirme verbalmente aquela informação. Muitas vezes a vítima nem sabe que seu WhatsApp foi clonado, até que alguém de sua rede de contatos faça o pagamento acreditando ser verdadeiramente a pessoa.

As plataformas digitais são ótimos meios para realizar compras e se socializar, porém é precisa ter atenção aos detalhes!

Quais são as práticas de segurança do Inter?

Assim como outras instituições bancárias, não é incomum que recebamos notificações de pessoas avisando que estão utilizando o nome do Inter em golpes cibernéticos. Porém, é necessário ficar atento às nossas práticas de relacionamento.

  • Nossas contas nas redes sociais, inclusive no WhatsApp, possuem selo de verificação de conta oficial;
  • Nunca solicitamos seus dados pessoais;
  • Não possuímos perfis com nomes de atendentes ou suporte;
  • Nós não entramos em contato com nenhum cliente via telefone, nossa central apenas RECEBE ligações;
  • Enviamos SMS apenas pelos números 38383, 29544 e 28456;
  • Não solicitamos nenhuma informação do seu cartão como CVV, data de validade ou senhas;
  • Nunca realizamos chamadas de vídeo fora do Super App Inter;
  • Por e-mail, nossos remetentes possuem o final @bancointer.com.br.

Esse artigo te ajudou a conhecer formas de se proteger no meio online? Então ajude outras pessoas se protegerem também, compartilhe esse artigo com parentes e amigos próximos!

https://static.bancointer.com.br/blog/author/images/789f4fba60794e0d9fab93d06019773c_iuri.jpeg
Iuri FrançaAnalista de SEO

Simplifico a forma como você usa seu cartão de crédito e carteiras digitais. Também te ajudo a realizar pagamentos online ou presenciais com segurança!

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos completos sobre investimentos, educação financeira e novos produtos

Gostou? Compartilhe
Assuntos relacionados
Para simplificar a vida Inter Bank
Como fazer transferências pelo WhatsApp

Agora que já é possível fazer transferências por WhatsApp viemos te mostrar como você pode...

Leia mais
Para simplificar a vida Inter Bank
Pagamentos pelo WhatsApp: faça pagamentos do mesmo jeito que envia fotos

Você já fez um pagamento pelo WhatsApp? O mensageiro on-line agora permite fazer transferências de...

Leia mais
Para simplificar a vida Inter Bank
Cartão de crédito clonado: o que fazer?

Veja como identificar e se proteger de fraudes com seu cartão...

Leia mais