Para simplificar a vida Inter Bank

Investir x Poupar: qual é a diferença

Publicado em 20/04/2021

Seja para realizar um grande sonho ou ter um futuro tranquilo, um dos passos mais importantes na hora do planejamento financeiro é reservar uma parte da sua renda sempre que for possível. Aquela velha história do dinheiro no cofrinho. Mas, será que só guardar é o suficiente?

Para responder essa pergunta, entenda qual a diferença entre poupar e investir e como o local da sua aplicação influencia no quanto seu dinheiro pode render.

Qual a diferença?

A principal diferença é que quando falamos em poupar, significa que você vai acumular durante o tempo valores e que o seu montante final será a soma de todos eles. Ou seja, o seu dinheiro fica lá paradinho, só esperando o momento de ser resgatado.

Já quando você investe, existe o rendimento. Dependendo do tipo de investimento que escolher, o seu dinheiro vai render uma determinada quantia e, no final, você terá não somente o que investiu, mas também o valor correspondente a quanto o investimento rendeu.

Por que devo investir?

Segundo a lógica, fica bem clara qual a maior vantagem de investir ao invés de poupar: o seu dinheiro rende. Por isso, quando já for separar aquela quantia do mês, é importante saber para onde ela vai e o quanto você poderá ganhar em cima disso.

Clicando aqui, você descobre o quanto R$ 1000,00 rende no Inter e entende como alguns dos principais investimentos funcionam. Quando investimos, além de garantir mais estabilidade financeira, também aumentamos as chances de conquistar nossos objetivos.

Onde a poupança entra nisso?

Apesar do nome, a poupança se enquadra como um tipo de investimento de renda fixa. Isso porque ela possui liquidez diária — o seu dinheiro rende, porém muito pouco ao ser comparado com outros investimentos.

Por isso, a favorita entre os brasileiros divide opiniões. Apesar de ser uma boa maneira de começar a guardar dinheiro, você acaba perdendo oportunidades mais vantajosas. O ideal é comparar as vantagens e desvantagens da poupança com outras opções de investimentos e ver se ela ainda faz sentido para sua realidade.

Outras opções de investimentos

Um dos pontos fortes da poupança e que acaba atraindo muita gente é a segurança que ela traz para o investidor. A proteção do Fundo Garantidor de Créditos (FGC) assegura até R$250 mil, caso a instituição financeira quebre, tornando a poupança um investimento de baixíssimo risco.

Porém, pra não se contentar com uma baixa rentabilidade a vida toda, conheça alguns outros tipos de investimentos em renda fixa que também trazem segurança ao investidor:

  • CDB

Um investimento tão seguro quanto a poupança. Porém, o CDB possui mais rentabilidade. No Inter, você encontra dois tipos de CDBs: o de liquidez diária do Banco Inter, para resgatar quando quiser, e o de prazo fechado, que você resgata na data de vencimento. E investindo no CDB Mais Limite de Crédito o valor é revertido em crédito para o seu cartão, enquanto o seu dinheiro rende 100% do CDI!

  • LCI e LCA

O LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e o LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) são boas opções de investimento para quem tem objetivos de médio e longo prazo. Eles podem ser indexados ao CDI, IGPM ou ao IPCA, rendem mais do que a poupança e não descontam no Imposto de Renda.

  • LIG

A Letra Imobiliária Garantida é um título garantido por uma carteira de ativos composta, principalmente, por créditos imobiliários.

Tem prazo a partir de 24 meses e isenção de Imposto de Renda para pessoas físicas, o que a torna também uma boa opção para diversificar sua carteira de investimentos.

  • Tesouro Direto

Seguro, com liquidez diária e você negocia os papéis se precisar fazer o resgate. Além disso, com R$ 30,00 já consegue começar a investir no Tesouro Direto e fazer seu dinheiro render!

  • CRI e CRA

O Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI) e o Certificado de Recebíveis do Agronegócio (CRA), também podem ser indexados ao CDI, IGPM ou ao IPCA, tem rendimentos mais altos que a poupança e não descontam no IR.

  • Debêntures

As debêntures são títulos emitidos por empresas com o objetivo de captar recursos. É uma forma de diversificar a sua carteira e ter mais rentabilidade.

Para conhecer um pouco mais sobre cada um dos investimentos de renda fixa e o quanto podem render, é só clicar aqui.

Comece a investir

E aí, tá esperando o que pra começar sua jornada como investidor? Agora que você já sabe a diferença entre poupar e investir, está na hora de montar sua própria carteira de investimentos.

Para te ajudar com essa tarefa, confira nossas dicas de como começar a investir e faça seu dinheiro render usando nossa plataforma de investimento no app!

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos completos sobre investimentos, educação financeira e novos produtos

Gostou? Compartilhe
Assuntos relacionados
Para simplificar a vida
10 sugestões de leituras para quem quer se tornar investidor

Confira nossas dicas de livros para investir com consciência ...

Leia mais
Para simplificar a vida Inter Invest
O que é renda passiva e como conquistar a sua?

Veja como aumentar sua renda sem aumentar o esforço. ...

Leia mais
De olho no mercado
Taxa Selic: O que é e como influencia na economia e nos seus investimentos

Entenda mais a Selic: taxa de juros básica do Brasil....

Leia mais