Se viajar já é uma experiência enriquecedora, passar um tempo maior imerso na cultura de outro país é mais ainda!

Muitas pessoas têm o desejo de realizar um intercâmbio, seja para estudo, trabalho ou voluntariado, mas não sabem muito bem por onde começar.

Neste artigo oferecemos informações básicas, mas essenciais, para quem deseja passar um período no exterior. Confira! 🌎

Afinal, o que é intercâmbio?

Intercâmbio nada mais é que uma relação de troca. Fazer intercâmbio significa passar um período em outro país, vivenciando sua cultura e modo de vida, seja com objetivos profissionais, acadêmicos ou pessoais.

Como funciona?

A dinâmica de um intercâmbio vai depender do tipo de programa escolhido, por isso é preciso avaliar cada caso. No geral existem algumas etapas que devem ser cumpridas, como tirar o passaporte, verificar a necessidade de visto, formalizar seu vínculo com a instituição no exterior, organizar a documentação solicitada e definir a forma de administrar a sua vida financeira durante este período.

Em breve falaremos mais sobre os tipos de intercâmbio para que você possa encontrar aquele que faz mais sentido para você.

Como fazer intercâmbio?

Assim como em qualquer viagem, fazer um intercâmbio exige muito planejamento. Nesse momento, existem algumas perguntas importantes que você deve responder:

  1. Pretendo organizar por conta própria ou contratar os serviços de uma agência?
  2. Qual o objetivo da viagem?
  3. Para qual país quero ir?
  4. Por quanto tempo quero ficar?
  5. Qual será o custo da viagem e do período de estadia?
  6. Como realizar pagamentos e transações?

A partir dessas respostas você já consegue pesquisar mais informações, como os programas existentes, custo médio no país e documentação exigida.

Quem pode fazer?

A boa notícia é que qualquer pessoa pode viver essa experiência. A diversidade de programas e destinos permite que cada pessoa encontre uma possibilidade que encaixe nos seus planos e que faça sentido para o seu momento de vida.

Quanto custa um intercâmbio?

É difícil dizer ao certo o custo de um intercâmbio, já que existem alguns fatores que interferem nessa conta. A escolha do país, por exemplo, vai indicar o custo médio de vida e qual a moeda que será utilizada. Nesse caso até mesmo a situação econômica, tanto do seu país de origem quanto do país de destino pode influenciar no preço da sua viagem.

O tempo de duração também deve ser levado em consideração, uma vez que quanto maior a estadia maior a quantidade necessária para se manter no país. Em seguida você vai ver que alguns programas oferecem a possibilidade de trabalhar e estudar, o que pode ajudar consideravelmente nos custos.

Além disso, caso você decida contratar uma empresa, é importante avaliar os programas oferecidos e seus valores. No geral, indicamos fazer uma boa pesquisa antes de fechar.

De toda forma, é importante considerar as opções e os valores médios da hospedagem, transporte, alimentação, lazer e outras possíveis necessidades locais, como serviço médico. Da mesma forma, é válido pesquisar o custo de vida na cidade para onde você vai e outras as quais você pretende visitar, pois os preços variam de acordo com a região do país.

Para onde ir?

Agora que você já sabe o básico sobre um intercâmbio, vamos te contar um pouco sobre os principais destinos para quem busca fazer esse tipo de viagem.

América do Norte

A América do Norte é uma das regiões mais procurados, tanto por sua relativa proximidade geográfica com o Brasil quanto por oferecer muitas oportunidades.

Começando pelos Estados Unidos, é raro pensar em estudar fora e não considerá-lo como uma forte opção. O país possui dimensões continentais e abriga em seu território cidades que atendem todos os gostos, personalidades e objetivos. Os EUA é interessante para quem deseja desenvolver o inglês, estudar e trabalhar ou apenas estudar. Vale lembrar que para qualquer um desses casos é obrigatório ter um visto americano.

O Canadá também é um destino muito procurado pelos intercambistas. O país possui grande extensão territorial, sendo o segundo maior do mundo, e conta com regiões de praia, neve e montanha – todas com paisagens são de tirar o fôlego. Além disso, por ter sido colonizado por franceses e britânicos, fala-se tanto o inglês quanto o francês no país. Quebec, Toronto, Montreal, Vancouver e a capital Ottawa são grandes cidades, que possuem diversidade cultural e oferecem ótimas oportunidades. Assim como nos EUA, também é preciso tirar o visto para entrar no Canadá.

O México também é uma excelente opção para quem deseja mora fora por um tempo. O país possui uma cultura extremamente rica, conservando até hoje elementos dos povos ancestrais que habitavam suas terras. Lá está localizado o Chichen Itzá, considerado uma das Sete Novas Maravilhas do Mundo, além de museus, sítios arqueológicos, templos antigos e cidades coloniais. O país também possui belas praias e diversas opções de aventura, como rapel, escalada, montanhismo e mergulho. Não podemos nos esquecer da gastronomia, com receitas herdadas dos povos maias e astecas, você vai encontrar uma variedade de temperos, cheiros e sabores sem igual. Diferentemente dos outros dois países, o México não exige visto de brasileiros.

Europa

Sem dúvida nenhuma ter a experiência de morar na Europa é o sonho de muita gente. O continente é formado por países diversos, mas que possuem cidades encantadoras e ótimas oportunidades de estudo e trabalho. Outra vantagem é que a maioria dos países da Europa não exige visto para brasileiros, a permissão de entrada costuma ser concedida já na própria imigração europeia.

Além de ser a terra dos duendes e fadas, dos celtas, de conquistas vikings e de St. Patrick (São Patrício) a Irlanda é um excelente destino para estrangeiros que desejam estudar e trabalhar. Com paisagens extensas e verdejantes, castelos medievais e vilarejos encantadores o país cativa logo de início. Sua população é mais jovem e gosta de se divertir, não por acaso o St. Patrick's Day, uma festa clássica do país que acontece todo dia 17 de março, costuma ser um evento bastante animado. E se você acha que os irlandeses são fechados pode se surpreender: a capital Dublin já recebeu o título de “a cidade mais amigável da Europa” por revistas e sites especializados em turismo.

Caminhando um pouco mais para o leste chegamos na Inglaterra. Famoso pela monarquia, pelo chá da tarde e pela pontualidade o país também é um excelente destino para intercambistas. De um lado temos grandes centros urbanos, como a capital Londres, Manchester e Liverpool, que possuem inúmeras instituições de ensino renomadas, muita gente circulando e uma vida agitada. De outro, cidades como do interior e litorâneas, como Bournemouth e Brighton, que respiram ar puro e exalam tranquilidade. Apesar das diferenças, de modo geral não vão faltar cafés, museus, pubs e pontos turísticos para você conhecer no país.

Localizado mais ao Sul do continente, fazendo divisa apenas com a Espanha, Portugal é um destino muito procurado por Brasileiros, principalmente aqueles que desejam fazer uma graduação ou especialização. Sem dúvidas a proximidade da língua é um dos principais motivos para isso, mas o país tem muito mais a oferecer.  A arquitetura tradicional, as ruínas do período monárquico e culinária são espetáculos à parte. E se engana quem acha que o bacalhau e o pastel de Belém são as únicas iguarias da região. Além da charmosa capital, Lisboa, Portugal possui diversas cidades e vilarejos que possuem um povo hospitaleiro, belas paisagens e muita história.

A Espanha é outro país encantador, que reserva muitas surpresas para quem se aventura por lá. As cidades respiram arte e história, e isso fica evidente tanto na arquitetura quando nos diversos museus e exposições espalhados pelo país. Na capital, Madri, está localizado o Museu do Prado, um dos maiores do mundo, em Sevilha a Catedral, em Valência a Cidade das Artes e não podemos nos esquecer da majestosa Sagrada Família e do colorido Parque Güell em Barcelona. Para além dos grandes centros, o país também possui muita natureza e belas regiões de praia para serem exploradas, como as ilhas Baleares, onde fica Ibiza, e as Canárias.

A Itália oferece de tudo um pouco: arte, culinária, moda, arquitetura e história. Cada uma das principais cidades – Roma, Milão, Veneza e Florença - guardam um pouco das preciosidades do país.  A cozinha italiana é uma experiência a parte, nada como se deliciar com pizzas e massas caseiras no lugar onde elas foram criadas, não é mesmo? Não podemos nos esquecer dos vinhedos, que também são um ponto forte da região. Outra vantagem é que o italiano possui algumas semelhanças com o português, o que pode facilitar o contato e processo de aprendizagem da língua.

Oceania

As distâncias foram encurtadas pela tecnologia, e os 15.693 km de Oceano Pacífico que separam o Brasil da Oceania podem ser superados com certa facilidade. Apesar da distância, o continente possui um clima muito parecido com o nosso, e também conta com uma grande biodiversidade.

A Austrália é o maior país da região. Ex-colônia britânica, o país tem o inglês como língua nativa, mas com um sotaque bem diferente dos demais. Lá você vai encontrar muita natureza, praias paradisíacas, paisagens exuberantes e animais exóticos, como Coalas, Cangurus e o Ornitorrincos. Para além da diversidade natural, o país também possui grandes centros urbanos como a capital Adelaide, Sydney, Melbourne, Brisbane e Perth. A cultura hippie e do surf estão muito presentes na região. Brasileiros necessitam de visto para entrar no país.

Agora em direção ao leste, vamos falar um pouco sobre a Nova Zelândia. Dividida em duas grandes ilhas, Norte e Sul, seu território equivale ao estado do Tocantins. O país é conhecido por privilegiar um estilo de vida tranquilo e próximo da natureza, para se ter uma ideia um terço do território pertence a parques nacionais. O destino reserva diversas opções para quem gosta de aventura, com atividades como bungee jump, rafting, ski e escaladas. A cultura nativa é preservada no país, lá você encontra o museu que guarda a maior coleção de artefatos maori do mundo. As cidades mais populosas ficam na ilha Norte: a capital Wellington e Auckland. Na ilha sul, um dos principais destinos é Queenstown, conhecida como a capital da aventura. A Nova Zelândia exige visto de estudo para cursos com duração de mais de 90 dias.

Ásia

Combinando tradição e modernidade, morar na Ásia pode ser uma experiência transformadora. A região possui diversos destinos para intercambistas, a começar pela China, nação mais populosa do planeta que possui 1,4 bilhão de pessoas. Considerada uma das civilizações mais antigas da humanidade, a cultura chinesa guarda tradições que sobrevivem até hoje. Paralelo a esse lado, o país também possui grandes centros urbanos extremamente desenvolvidos, como Hong Kong, Xangai e Pequim, onde estão localizadas a Grande Muralha da China e a Cidade Proibida. O país exige visto para brasileiros.

De nação quebrada após o fim da Segunda Guerra Mundial, a um polo de inovação e riquezas, o Japão é um país que segue surpreendendo. Formado por milhares de ilhotas e quatro ilhas principais - Hokkaido, Shikoku, Kyushu e Honshu - o país também preserva sua cultura e identidade enquanto se desenvolve tecnologicamente. A capital Tóquio é um excelente retrato dessa realidade: trens-bala e polos industriais convivem lado a lado com templos religiosos e castelos antigos. Aprender japonês é apenas uma das diversas oportunidades de aprendizado que o país oferece. Lembrando que também é necessário ter visto para entrar no Japão.

Assim como seu vizinho, a Coreia do Sul também é reconhecida por seu desenvolvimento tecnológico. Mas além da modernidade, o país ficou conhecido pela elevada qualidade de ensino, pelo K-Pop e pelos K-dramas. Os altos investimentos em educação colocam o país no topo do ranking da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico ou Económico (OCDE). A capital Seul concentra grandes instituições de ensino do país, ela também possui uma estrutura moderna, com comércio de vários tipos, espaços de laser e eventos. Outros destinos procurados por estrangeiros são Daejeon e Daegu.

Quais são os tipos de intercâmbio?

A gente já tinha dado um spoiler de que existem diversos tipos de intercâmbio. Agora vamos te contar um pouco mais sobre cada um deles!

Curso de idiomas

O mundo está cada vez mais globalizado, por isso falar mais de uma língua acaba sendo um grande diferencial. E dizem que não tem jeito melhor de aprender um novo idioma do que fazendo uma verdadeira imersão, não é mesmo?

O intercâmbio de idiomas é uma das modalidades mais conhecidas e procuradas pelo público. Nesse caso, basta definir a língua que você quer aprender e procurar uma escola que tenha uma proposta alinhada com seus objetivos. A duração do intercâmbio é você quem escolhe, mas é importante estar atento as regulamentações de cada país. Nos EUA, por exemplo, a carga horária do curso influencia no tipo de visto que o estudante deve solicitar.

Trabalho e estudo

Estudar em outro país já é bom, mas se você tiver a oportunidade de ganhar um dinheiro no tempo livre melhor ainda, não é mesmo? Países como Austrália, Irlanda, Canadá, Malta e Nova Zelândia permitem que o intercambista exerça atividades remuneradas enquanto estuda, o que pode ser uma grande ajuda para arcar com alguns custos da viagem. Além disso, não deixa de ser uma forma de socializar e conhecer novas pessoas.

De qualquer forma, cada país possui suas regras específicas sobre trabalho legal. Leia tudo com bastante atenção, tenha certeza de que você preenche os requisitos e esteja ciente das obrigações para não ter surpresas.

High School

Esse tipo de programa permite que jovens que estão no ensino médio realizem um semestre, ou um no letivo, em uma escola no exterior.  No que diz respeito a acomodação, existe a possibilidade de ficar nos dormitórios da instituição ou em uma host family, que são famílias locais que recebem estudantes estrangeiros.

Vale destacar que todas as atividades são supervisionadas pela escola, que garante a segurança dos alunos desde o aeroporto até a sua volta. Essa é uma forma interessante de unir o desenvolvimento da língua com a imersão na cultura local, além de ser uma experiência que contribui para o crescimento pessoal e amadurecimento do intercambista.

Graduação

Já pensou em ter um diploma de uma instituição estrangeira? Universidades de qualidade no mundo todo oferecem programas de graduação em diversas áreas do conhecimento para estudantes estrangeiros. O estudante interessado pode realizar o contato por conta própria ou procurar uma agência para auxiliar no processo. Caso você já esteja fazendo alguma graduação no Brasil, procure saber se sua faculdade oferece programas de intercâmbio.

Por se envolver uma complexidade maior, é interessante que o estudante tenha certo domínio do idioma ministrado nas aulas. Fique atento pois, em certos casos, são exigidos exames de proficiência na língua. Na hora de fazer sua escolha, não deixe de alinhar seus objetivos com as possibilidades que a instituição estrangeira oferece, assim você deixa sua experiência ainda mais completa.

Especialização

Para quem já se formou e deseja se aprofundar em algum tema específico, os cursos de especialização são ótimas opções. Assim como na graduação, é importante que você tenha bem claro seus objetivos, o que pretende estudar e a sua situação financeira para encontrar um destino que esteja alinhado com esses pontos. Para esses casos costumam ser exigidas diversas documentações. Por isso, uma vez que você definir a instituição, entre em seu site e veja tudo o que é necessário para realizar sua inscrição.  Exames de proficiência na língua também podem ser exigidos.

Au pair

Para quem está buscando uma imersão cultural mais longa o Au Pair pode ser uma opção interessante. A ideia do programa é que você viaje para outro país e trabalhe de forma remunerada cuidando de crianças de famílias locais. O tempo de permanência é de no mínimo um ano, podendo ser prorrogado por mais um ano.

Apesar de ser forte no Estado Unidos, o programa também está presente em diversos países da Europa. Em geral, as oportunidades são oferecidas apenas para mulheres, mas há agências que aceitam homens. Podem se candidatar jovens que tenham entre 18 e 30 anos, com conhecimento intermediário de inglês, solteiras, sem filhos e que possuam carteira de motorista.

A rotina de trabalho costuma ser de até 45 horas semanais e inclui atividades como levar e buscar as crianças na escola, acompanhar em passeios e cuidar da alimentação e da higiene. Durante o tempo livre, é possível fazer cursos ou turistar pelo país.

Voluntariado

Ao se candidatar para um trabalho voluntário no exterior você tem a possibilidade de atuar em diversas causas, ampliando seu conhecimento de mundo e sua bagagem cultural e humana. Normalmente o intercambista deve arcar com alguns custos, que variam de acordo com a empresa e com o objetivo da viagem, mas existem programas que são gratuitos. É importante destacar que nesse caso o objetivo da viagem é servir a uma causa, o que pode não deixar muito tempo livre para atividades turísticas. Em alguns casos, como o de ajuda humanitária, é interessante realizar alguns cursos antes da viagem para entender boas-práticas e compreender as particularidades daquela ação.

Como uma conta internacional pode resolver o seu problema?

Viagens internacionais são conhecidas pela burocracia relacionada a parte financeira, um dos aspectos mais importantes do processo. Algumas dúvidas comuns são: compro dólar? Realizo o câmbio quando chegar no meu destino ou ainda aqui? Quanto devo levar? Meu cartão funciona lá? Preciso buscar uma nova forma de pagamento? Como fazer?

No caso dos intercâmbios essas incertezas costumam ser ainda maiores, porque o tempo de estadia no exterior, geralmente, é maior, comparado com viagens de turismo. Porém, independente da razão que te leva a sair do país, a parte financeira não precisa ser mais um problema. A solução? Uma conta internacional. No Inter você pode ter a sua com taxa zero de abertura e de manutenção.

Seja qual for o seu tipo de intercâmbio, ter uma conta global do Inter vai facilitar - e muito - a sua vida! Com ela você consegue fazer transações de real para dólar apenas transferindo o dinheiro da conta nacional para a internacional. Ela também possibilita transferências, saques e compras no cartão de débito.

Conheça os motivos para abrir uma conta em dólar e tenha a sua já!

Principais dúvidas sobre intercâmbio

O que é intercâmbio?

Intercâmbio nada mais é que uma relação de troca. Fazer intercâmbio significa passar um período em outro país, vivenciando sua cultura e modo de vida, seja com objetivos profissionais, acadêmicos ou pessoais. Confira o Guia Completo do Intercâmbio.

Como fazer intercâmbio?

Assim como em qualquer viagem, fazer um intercâmbio exige muito planejamento. Os primeiros passos são: Definir se você vai organizar por conta própria ou contratar os serviços de uma agência; qual o objetivo da viagem; para qual país você deseja ir e por quanto tempo pretende ficar.

Acesse o Guia Completo do Intercâmbio.

Quem pode fazer intercâmbio?

Qualquer pessoa pode viver essa experiência! A diversidade de programas e destinos permite que cada pessoa encontre uma possibilidade que encaixe nos seus planos e que faça sentido para o seu momento de vida.

Confira todos os detalhes que quem deseja fazer intercâmbio precisa saber.

Quais são os tipos de intercâmbio?

Existem diversas modalidades de intercâmbio, mas as principais são: curso de idiomas, trabalho e estudo, high school, graduação, especialização, au pair e voluntariado.

Saiba tudo sobre intercâmbio.

https://static.bancointer.com.br/blog/author/images/9cb5e9b0f33f42aebc4eaa3feaa32f3b_20220629_103423.jpg
Helena BenficaEstagiária de Conteúdo e CRM

Estudante de Jornalismo na UFMG. Escrevo para simplificar informações que impactam seu dia a dia!

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos completos sobre investimentos, educação financeira e novos produtos

Gostou? Compartilhe
Assuntos relacionados
Para simplificar a vida Viagens
Com Inter Travel você economiza na viagem e ainda ganha cashback

Veja tudo o que o Inter Travel oferece para a sua viagem!...

Leia mais
Para simplificar a vida Viagens
Passo a passo para tirar visto americano em 2022

Saiba tudo o que você precisa para tirar seu visto e conhecer os EUA...

Leia mais
Para simplificar a vida Inter Bank
Conheça a Global Account, a sua vida financeira nos Estados Unidos!

A autonomia financeira para aqueles que costumam realizar compras no exterior e a facilidade para...

Leia mais