Escolher uma ação é uma tarefa desafiadora. Afinal, o mercado de renda variável oferece várias opções, e também alguns riscos, e ninguém quer sair perdendo.

Mas você sabia que existem estratégias para encontrar ações que podem te garantir retorno financeiro de acordo com seus objetivos? É justamente isso que o stock picking faz!

Continue lendo para entender o que é essa prática e como ela é utilizada no mercado de ações 💸

O que é Stock Picking?

Stock picking é uma estratégia de investimentos que estuda o mercado para comprar ações por um preço menor e vender quando elas se valorizam.

Investidores que seguem essa estratégia tem o objetivo de superar a média geral de rentabilidade esperada para o mercado de ações. Essa média é indicada pelos índices das bolsas de valores, como o Ibovespa, do Brasil ou o S&P 500, dos EUA, por exemplo.

Para você não esquecer, lembre-se que "stock" é o nome em inglês dado para as ações negociadas nas bolsas norte-americanas e "picking" é um verbo que pode ser traduzido como “escolhendo”.

Para quem é indicado?

Em tese, qualquer investidor que tenha acesso a um home broker pode fazer stock picking. Mas só isso não basta!

É importante ter disciplina e tempo para se dedicar à análise das ações. Isso significa acompanhar comunicações das empresas, ler seus balanços e notícias do seu mercado de atuação. Nesse caso, pra quem não tem muito tempo, pode ser difícil colocar essa estratégia em prática.

Quais são suas vantagens?

Fazer stock picking oferece liberdade e autonomia na escolha dos ativos que vão compor sua carteira. Além disso, essa estratégia permite encontrar empresas que têm grande potencial de valorização. Em alguns acasos, fazer a gestão ativa do seu patrimônio também possibilita colher resultados de forma mais rápida. Interessante, não é?

Como o Stock Picking funciona?

Para que o princípio do stock picking de comprar barato e vender mais caro funcione é preciso identificar, principalmente, qual o potencial de valorização de uma ação e quando ela atingiu seu preço máximo.

Para entender isso, existem algumas técnicas e estratégias que podem ser aplicadas. Continue lendo que te contamos quais são elas!

Observe boas empresas

Quando você quer comprar um produto você não pesquisa em diversas lojas, avalia as condições que cada uma oferece e tenta entender qual vai te oferecer o melhor custo-benefício? Com ações, a lógica e bem parecida!

Para encontrar boas empresas para investir, o primeiro passo é avaliar seus indicadores financeiros. Margem de lucro, retorno sobre o patrimônio líquido e grau de endividamento são alguns exemplos. Normalmente, você encontra essas informações nos sites das empresas na aba Relação com Investidores, que pode aparecer como RI ou Portal RI.  Além disso, você também pode avaliar as estratégias e a gestão do negócio, para entender os rumos que a empresa pretende seguir.

Feita essa análise individual, não deixe de olhar para o mercado em que ela está inserida e avaliar o potencial de crescimento, possíveis oportunidades, projeções para o futuro, e outras informações disponíveis em canais de notícias. Tudo isso deve ser levado em consideração na hora de avaliar se vale a pena investir em determinada empresa.

Observe preços atrativos

Após analisar a empresa e o mercado você pode se perguntar, mas como vou saber se o preço da ação está caro ou barato?

Existem diversas formas de descobrir essa informação, uma delas é fazendo o valuation da empresa. Esse é o nome dado para o estudo que estima o valor real de um negócio, determinando qual seria o preço justo e o retorno ao investir em suas ações. É um processo complexo que combina vários métodos, como avaliação via Fluxo de Caixa Descontado (DCF) e avaliação relativa via múltiplos, por exemplo.

O DCF é um dos mais utilizados, e consiste em estimar os fluxos de caixa de uma companhia por um período e trazê-los a um valor presente a uma taxa de desconto calculada para cada companhia, mais conhecida como o WACC (Custo Médio Ponderado de Capital). 

Na avaliação relativa via múltiplos, que também complementa uma análise via DCF, são utilizados diversos indicadores como:

  • EV/Ebitda: Mostra a relação entre o valor de firma da companhia e a estimativa de geração de caixa. Seu resultado mostra quanto os investidores estão pagando pela geração de caixa da empresa;
  • P/VPA: Aponta a relação entre o preço da ação e o valor patrimonial por ação, para entender o quanto os investidores estão dispostos a pagar pelo patrimônio líquido da empresa;
  • P/L: Esse indicador avalia a relação entre o preço da ação e o lucro por ação da empresa avaliada.

O valuation é uma ferramenta importante na tomada de decisão de um investimento em ações, mas ele está sujeito a projeções feitas por analistas e investidores que levam em consideração opiniões e cenários futuros diferentes. 

Por esse motivo, a decisão final de investimento deve levar em consideração toda fonte de informação e abordagem que o investidor considerar importante para sua tomada de decisão.

Análise Fundamentalista

Existem formas diferentes de fazer stock picking, e elas não necessariamente seguem um método. Mas em sua maioria, investidores e analistas se utilizam da análise fundamentalista para a seleção das ações.

A análise fundamentalista consiste na utilização de várias técnicas para projeção de resultados das empresas e assim identificar os preços justos das suas ações na bolsa. Para isso, são realizadas análises econômicas, financeiras, setoriais, operacionais e de governança das empresas, que servem de base para as projeções.

Ao final, é realizado o método de fluxo de caixa descontado de uma companhia para encontrar seu valor justo. Com essas informações em mãos é possível avaliar se uma ação está cara ou barata no mercado.

O método utilizado na análise fundamentalista serve de base para o famoso método de Value Investing.

Value Investing

Praticado por Warren Buffett, um dos investidores mais ilustres do mercado, o Value Investing consiste em encontrar ações que estejam com o preço abaixo do que elas efetivamente valem, com estratégia focada no longo prazo.

A oscilação da renda variável faz com que, em determinados momentos, ações de empresas caiam, principalmente em períodos de crise. Para um investidor fundamentalista ou de valor, isso pode indicar que aquela ação esteja barata ou, no jargão de mercado, “descontada” quando comparada ao seu valor justo, sendo uma boa oportunidade de compra.

Quem pratica o Value Investing, concilia o monitoramento do mercado com indicadores que avaliam o valor do negócio, como P/L, EV/EBITDA entre outras métricas para identificar essas oportunidades.

Como fazer Stock Picking?

Agora que você já entendeu o que é stock picking e como ele pode ser aplicado, veja algumas dicas para colocar essa estratégia em prática.

Acompanhe a economia

Acompanhar a economia é essencial para avaliar as oportunidades e os desafios da empresa que você está avaliando. Isso vai ajudar a entender se as mudanças no cenário econômico vão ser favoráveis para os seus negócios e, consequentemente, impactar positivamente no retorno financeiro de quem investe em suas ações.

Estude o mercado

Sempre que possível estude o mercado, esteja por dentro das novidades e aprofunde cada vez mais seus conhecimentos. Isso é indispensável para que você tenha bons resultados!

Avalie as ações

Como reforçamos lá em cima, existem uma série de estudos que avaliam o potencial de uma empresa e o preço de suas ações. Por isso, além de acompanhar o mercado, fique de olhos nessas pesquisas para saber se você está diante de uma boa oportunidade.

Diversifique sua carteira

Diversificação de carteira é o ponto-chave no mundo dos investimentos. Conciliar uma carteira com ativos de diferentes mercados e setores com o stock picking pode potencializar ainda mais os seus rendimentos.

Pense a longo prazo

Sabemos que para algumas pessoas é difícil esperar, mas ao investir em ações é importante que você pense sempre lá na frente. Afinal, considerando todas as mudanças que ocorrem no mercado, é com o tempo que as ações de uma empresa vão se valorizando e, consequentemente, entregando melhores resultados.

Saiba mais: Acompanhe o portal da Inter Invest e fique bem informado 

Dúvidas frequentes sobre Stock Picking

O que é stock picking?

Stock picking é uma estratégia de investimentos que estuda o mercado para comprar ações por um preço menor, e vender quando elas se valorizam. Investidores que seguem essa estratégia tem o objetivo de superar a média geral de rentabilidade esperada para o mercado de ações.

Veja quem pode aplicar essa estratégia. 

Quem pode fazer stock picking?

Em tese, qualquer investidor que tenha acesso a um home broker pode fazer stock picking. Mas só isso não basta! É importante ter disciplina e tempo para se dedicar à análise das ações. Isso significa acompanhar comunicações das empresas, ler seus balanços e notícias do seu mercado de atuação. Nesse caso, para quem não tem muito tempo, pode ser difícil colocar essa estratégia em prática.

Saiba como fazer stock picking. 

Como fazer stock picking?

Existem formas diferentes de fazer stock picking, e elas não necessariamente seguem um método. Mas em sua maioria, investidores e analistas se utilizam da análise fundamentalista para a seleção das ações. O método utilizado na análise fundamentalista serve de base para o famoso método de Value Investing.

Entenda como elas funcionam na prática. 

https://static.bancointer.com.br/blog/author/images/9cb5e9b0f33f42aebc4eaa3feaa32f3b_20220629_103423.jpg
Helena BenficaEstagiária de Conteúdo e CRM

Estudante de Jornalismo na UFMG. Escrevo para simplificar informações que impactam seu dia a dia!

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos completos sobre investimentos, educação financeira e novos produtos

Gostou? Compartilhe
Assuntos relacionados
Para simplificar a vida Inter Invest
Como e por que investir no exterior?

Preparamos um material pra você entender como funciona os investimentos internacionais....

Leia mais
Para simplificar a vida
Como começar a investir

Seja em qual fase da vida você esta nunca é tarde — ou cedo demais...

Leia mais
Para simplificar a vida Inter Invest
Simplificando a compra e venda de ações

Tiramos as principais dúvidas sobre as operações no Home Broker. ...

Leia mais
De olho no mercado
Como diversificar uma carteira de ações

Veja como compor uma carteira de ativos que te trará resultado...

Leia mais
Para simplificar a vida Inter Invest
BDRs x Stocks: Qual é a melhor opção?

Estas são duas possibilidades de investimento na Bolsa America. Você sabe quais são as diferenças...

Leia mais
Para simplificar a vida Inter Bank
Conheça a Global Account, a sua vida financeira nos Estados Unidos!

A autonomia financeira para aqueles que costumam realizar compras no exterior e a facilidade para...

Leia mais