Para simplificar a vida Inter Invest

Entendendo as Ofertas Públicas

Publicado em 31/05/2021

Investir em empresas pode ser uma ótima opção para aumentar seus rendimentos através da participação direta e do recebimento de dividendos. Mas antes, que as ações da empresa fiquem disponíveis no mercado é preciso que haja uma oferta pública.

Nesse post te contamos como o processo funciona.

O que é uma oferta pública?

As ofertas públicas são processos de emissão e distribuição de ações de uma empresa, cotas de fundos de investimentos e quaisquer outros valores mobiliários. São usadas pelas empresas que desejam captar recursos para suas operações, para expandir suas atividades ou para que os donos embolsem lucros.

Como as ofertas públicas funcionam?

Antes dos ativos ficarem disponíveis para a compra, o processo precisa ser regulamentado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), para certificar que os futuros investidores estejam protegidos de qualquer argumento que possa induzi-los a um investimento não adequado.

Na primeira etapa as empresas fazem um planejamento financeiro e atendem as exigências necessárias para abertura do processo junto à CVM, informando: valores mínimos e máximos para investimento, para onde vai o recurso, prazos, condições comerciais e qual será a taxa de retorno do investimento. A partir desses dados, a CVM aprova ou não a emissão da nova oferta pública, assegurando que todos os participantes do mercado tenham acesso às mesmas condições.

A etapa seguinte é o período de reserva, na qual os investidores manifestam interesse em fazer parte daquela oferta pública, a quantidade de ações ou cotas que querem adquirir ou o valor que estão dispostos a pagar.

Ao fim do período de reserva, a oferta pode ou não ser concretizada, dependendo da demanda do mercado. Caso a empresa esteja de acordo com o valor a ser captado através da reserva , a operação é concluída e os investidores que fizeram a reserva (e atenderam aos critérios do IPO) passam a ser acionistas daquela companhia.

Tipos de ofertas públicas

A primeira vez que a empresa coloca seus ativos disponíveis para o mercado é chamada de IPO (Initial Public Offering) ou Oferta Pública Inicial. Um IPO pode ser primário ou secundário.

O primário ocorre quando a empresa aumenta sua base de acionistas por meio da emissão de novas ações e capta recursos para o caixa da companhia. No IPO secundário, a organização coloca à venda papéis de sócios que optaram por reduzir sua participação no negócio e receber o valor individualmente. (Saiba mais sobre o funcionamento de um IPO).

 

Mas existem outros tipos de ofertas públicas, como a oferta subsequente ou follow-on, quando a empresa emite novas ações e faz uma nova oferta. E a Oferta Pública de Aquisição (OPA), quando a empresa opta por comprar os ativos que estavam em circulação de volta, como forma de retomar o controle ou até mesmo para cancelar o processo de abertura de capital.

E tem ainda a Oferta pública secundária, que ocorre quando os próprios investidores colocam suas ações ou cotas de fundos de investimento à venda. Nesses casos, os recursos são direcionados para os acionistas vendedores e não para o caixa da empresa, isso significa, entre outras coisas, que o comprador tem mais flexibilidade para negociar o preço daquele ativo.

Quais as vantagens de investir em ofertas públicas?

Ofertas públicas representam boas oportunidades para os investidores em geral, pois dão abertura para que pessoas físicas se tornem acionistas de grandes empresas.

Quando compradas na oferta inicial essas ações tendem a ter um preço melhor, podendo se valorizar de acordo com a demanda, gerando lucro já na largada. Outra vantagem das ofertas públicas é que o investidor acompanha o desempenho dos papéis desde o início e tem mais subsídios para futuras negociações.

Como investir em ofertas públicas pelo Inter?

Veja o passo a passo para correntistas investirem em Oferta Pública pela Inter Invest.

  • No aplicativo do Inter clique em Investimentos;
  • Selecione Ofertas públicas e em seguida Disponíveis para conferir as ofertas abertas no momento;
  • Você também pode clicar em Reservas para manifestar seu interesse por uma empresa específica;
  • Em Ofertas Públicas Disponíveis filtre pelas opções IPO (Initial Public Offering), Subscrições ou Renda Fixa, para debêntures;
  • Selecione a oferta e confira as informações;
  • Se estiver de acordo com as condições oferecidas clique no checkbox no final da tela para aderir ao termo, e depois em Reservar;

Os investidores que nunca aplicaram pela nossa plataforma, deverão realizar o Teste de Suitability e assinar o Termo de Adesão ao Contrato de Intermediação e Subcustódia, antes ou na data da reserva.

Importante: Para efetivação do pedido é necessário que você tenha Limite Operacional compatível a 100% do valor reservado. Mas muita atenção, uma vez realizado, o pedido de reserva é irrevogável.

Para saber mais sobre investimentos, siga o perfil @interinvest no Twitter e ouça os podcasts da Inter Invest nas principais plataformas de áudio. Diariamente, atualizamos esses canais para que você possa tomar decisões baseadas em dados.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos completos sobre investimentos, educação financeira e novos produtos

Gostou? Compartilhe