Viver é Inter

Corrida do Oscar: 5 filmes para assistir e onde assistir

Publicado em 22/04/2021

No próximo domingo será realizada a 93 ª edição do Oscar. Esse ano, por causa das restrições da pandemia, a maioria dos cinemas está fechado o que aumenta ainda mais a ansiedade para assistir os filmes indicados.

Se você é amante de cinema como a gente, já pode separar o balde de pipoca! Nesse post separamos dicas de 5 filmes que foram indicados e que já estão disponíveis para assistir no Netflix!

Dois estranhos

Indicado na categoria de melhor curta-metragem, “Dois Estranhos”,dos diretores Travon Free e Martin Desmond Roe, debate o racismo estrutural e a violência policial, temas cada vez mais presentes nas rodas de conversa devido aos assassinatos recentes de membros da comunidade negra e pelas manifestações de movimentos como o Black Lives Matter.

No filme, acompanhamos a história de Carter, um jovem negro que tenta escapar de uma caçada policial que se repete infinitamente e, por mais que o personagem central tente, o desfecho é sempre o mesmo, denunciando o quanto o problema do racismo é sistêmico.

A voz suprema do Blues

Em “A voz suprema do Blues”, música e cinema se unem para contar a história da cantora Ma Rainey (Viola Davis) e sua relação conturbada com a indústria musical na década de 20, tratando questões como racismo, violência de gênero, silenciamento, entre outros.

O filme também traz o último papel interpretado pelo ator Chadwick Boseman, que concorre a um Oscar póstumo por sua atuação como o trompetista rebelde e cheio de aspirações artísticas, Levee.

Os 7 de Chicago

No final da década de 60, vários grupos sociais contrários a Guerra no Vietnã se reuniram durante a Convenção Nacional do Partido Democrata, em Chicago, para protestar pelo fim do conflito armado.

Os protestos foram duramente repreendidos pela polícia levando a morte de vários civis e policiais, e dezenas de feridos. O filme, dirigido por Aaron Sorkin, narra o julgamento que aconteceu após os eventos de Chicago, que colocaram 7 manifestantes no banco dos réus, suas versões e conflitos.

Era um vez um sonho

Em “Era uma vez o sonho” vemos a desconstrução do sonho americano, personificada pela família do jovem J.D Vance.

Na década de 1960, seus avós maternos migraram para a região industrial nos Estados Unidos conhecida como Cinturão da Ferrugem, em busca de uma vida melhor. Mas o projeto de ascensão social durou pouco e a decadência cultural e econômica da indústria da região teve impactos que foram muito além do desemprego, levando a casos de violência doméstica e abuso de drogas e álcool. No filme, vemos J.D tendo que lidar com uma trágica herança familiar, enquanto ele mesmo busca a realização do sonho americano, ao estudar em uma das mais prestigiadas universidades do país.

“Era uma vez um sonho” é baseado no livro Hilbilly Elegy, escrito pelo próprio J.D que, não por acaso, é muito parecido com história de muitos norte-americanos da mesma geração.

Mank

Líder de indicações em 2021, “Mank” concorre em 4 categorias principais: melhor filme, melhor diretor (David Fischer), melhor ator (Gary Oldman) e melhor atriz coadjuvante (Amanda Seyfried).

A obra conta a história por trás da criação do roteiro do filme Cidadão Kane, obra máxima de Orson Welles, que até hoje aparece na lista de melhores filmes já feitos. O destaque, porém, vai para o personagem central e persona non grata da indústria cinematográfica, Herman J. Mankiewicz que durante anos alegou ter escrito o roteiro do filme.

Para fazer jus à época em que se passa a história, Fischer usou recursos como gravação em preto e branco e cenários repletos de detalhes, que também renderam a “Mank” indicações nas categorias técnicas. Repleto de referências cinematográficas o filme é um prato cheio para quem tem interesse nos bastidores da indústria hollywoodiana.

Cinema em casa

Como falamos no início do texto, todos os filmes que indicamos aqui já estão disponíveis no Netflix e você já pode começar a sua corrida do Oscar! O stream de vídeo tem 18 filmes de seu catálogo concorrendo em alguma categoria, então, opção é o que não falta.

Caso não seja assinante, não tem problema: pelo aplicativo do Inter você consegue adquirir Gift Card do Netflix para usar ou presentear alguém e ainda recebe 4% de cashback de volta em sua conta.

Funciona assim:

  1. Na home do app do Inter acesse Gift Cards;
  2. Selecione a opção Netflix;
  3. Escolha o valor do Gift Card (R$50 ou R$70) e clique em Continuar;
  4. A plataforma gerará um código de acesso que você poderá usar para acessar o Netflix ou para presentear alguém;
  5. Assim que o pagamento for aprovado, você receberá 4% do valor da compra de volta na sua conta para usar como quiser.

Vale lembrar que o Netflix não é a única opção de gift card disponível em nosso aplicativo. Você também adquirir cards para utilizar serviços da Uber, Blizzard, Playstation, Centauro, Netshoes, entre outros. Saiba mais sobre os gift cards e boa diversão.

Gostou? Compartilhe

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos completos sobre investimentos, educação financeira e novos produtos