Cuidando do seu dinheiro

Quem precisa declarar o Imposto de Renda em 2021?

Publicado em 03/03/2021

Na semana passada, a Receita Federal divulgou as regras e o calendário de restituição para a Declaração de Imposto de Renda 2021.

Por elas, o contribuinte tem até 23h59, do dia 30 de abril para enviar suas informações pelo Programa Gerador da DIRPF2021 ou pelo aplicativo Meu Imposto de Renda.

Apesar de ser um tributo anual, sabemos que o IR ainda gera muitas dúvidas. Por isso, ao longo do mês de março vamos produzir uma série de conteúdos para te ajudar a lidar com o Leão.

Começando pelo começo: quem precisa declarar o Imposto de Renda em 2021?

Eu preciso declarar o Imposto de Renda?

O Imposto de Renda é um tributo cobrado sob os rendimentos declarados por pessoas físicas e empresas no ano base, mas ele não é obrigatório para todos. Em 2021, por exemplo, estima-se que 32 milhões de pessoas estejam na faixa de obrigatoriedade e devem enviar suas informações.

Os grupos são:

  • Pessoas que receberam rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70;
  • Pessoas que receberam auxílio emergencial ou saque emergencial do FGTS e tiveram rendimentos tributáveis acima de R$22.847,86 (incluindo dependentes);
  • Contribuintes que receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, em valores acima de R$ 40 mil;
  • Pessoas que tiveram ganho de capital na alienação de bens ou direitos, ou realizaram operações na Bolsa de Valores;
  • Em atividade rural, tiveram receita bruta superior a R$ 142.798,50;
  • Pessoas que tinham, até 31 de dezembro de 2020, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor superior a R$ 300 mil;
  • Quem passou para a condição de residente no Brasil e se encontrava nessa condição até 31 de dezembro de 2020;
  • Pessoas que optaram pela isenção do imposto na venda de imóveis residenciais, cujo produto da venda foi aplicado na aquisição de imóveis residenciais localizados no país, no prazo de 180 dias contados a partir da celebração do contrato de venda.

A declaração é sempre referente aos ganhos e rendimentos do ano anterior, no caso, 2020.

Regras para quem recebeu o auxílio emergencial

De acordo com as regras deste ano, quem tiver sido contemplado com o auxílio emergencial e tiver recebido mais de R$ 22.847,76 de rendimentos tributáveis em 2020, deverá declarar e devolver os valores do benefício que foram pagos entre abril e agosto.

Para a devolução estão sendo consideradas as parcelas de R$600 a R$1200 pagas para os trabalhadores informais ou que perderem o emprego durante a pandemia.

Descubra como devolver os recursos recebidos indevidamente, na página do Ministério da Cidadania.

Quais os próximos passos?

Você se enquadra em uma das categorias que a gente citou por aqui? Então, não deixe sua declaração para última hora!

O Programa Gerador da DIRPF2021 e o aplicativo “Meu Imposto de Renda” já estão disponíveis para download, desde o dia 01/03. Acesse o site www.gov.br/receitafederal e clique em Meu Imposto de Renda para mais informações. É bom lembrar que o quanto antes enviar sua declaração, mais cedo receberá sua restituição. E se deixar passar o prazo, você ainda recebe multa.

Para os clientes Inter, o Informe de Rendimentos já está disponível pelo aplicativo. No menu lateral, clique em Informe de Rendimentos (IR) e baixe seus arquivos.

O Informe de Rendimentos é um dos documentos que você precisará para preencher a Declaração de Imposto de Renda 2021, falaremos mais sobre eles, em breve. 

Continue acompanhando o blog para saber mais sobre o IR e em caso de dúvidas #contacomagente!

Gostou? Compartilhe

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos completos sobre investimentos, educação financeira e novos produtos