Para quem planeja fazer um financiamento imobiliário , é importante entender o que é a tabela Price, a tabela SAC, as principais diferenças e as vantagens de cada um desses modelos de amortização.

Não é raro encontrarmos pessoas que, apesar de buscarem realizar o sonho da casa própria, ainda não sabem como escolher o melhor sistema de amortização, e por isso muitas vezes acabam adiando esse sonho.

Pensando nisso, decidimos criar um conteúdo completo explicando o que é tabela Price, o que é tabela SAC, quais são as principais diferenças entre esses dois modelos e qual a melhor alternativa em cada situação. Quer saber mais sobre o tema? Continue a leitura.

O que é Tabela Price?

A Tabela Price é um sistema de amortização de parcelas que possui como principal característica a previsibilidade do valor das prestações que serão pagas ao longo de todo o financiamento.

Isso porque, dentro desse modelo, todas as prestações possuirão o mesmo valor, desde a primeira até a última, o que permite que o responsável pelo pagamento consiga se organizar e planejar para manter aquele valor direcionado às prestações todos os meses.

Isso acontece porque, dentro do modelo de financiamento seguindo a Tabela Price, os juros são calculados em cima de todo o valor que está sendo financiado, mas organizado de uma forma diferente: as primeiras prestações priorizam o pagamento dos juros do financiamento imobiliário , enquanto as parcelas seguintes, referentes à amortização daquela dívida, são as parcelas finais.

O que é Tabela SAC?

A Tabela SAC, por sua vez, também chamada de Sistema de Amortização Constante, consiste em um modelo em que o pagamento do valor financiado ocorre de forma constante, mas as parcelas serão compostas pelos juros que foram acordados durante a concessão do financiamento imobiliário.

Nesse sentido, se por um lado a tabela Price prioriza o pagamento dos juros para depois puxar a amortização das prestações , a Tabela SAC irá caminhar de forma diferente: cada parcela possui uma tarifa de juros, sempre calculada em cima do valor que está pendente.

Sendo assim, após o pagamento de uma parcela, o montante está menor do que no mês anterior, e por isso os juros serão calculados em cima desse novo valor – e esse modelo se segue até o fim do financiamento imobiliário.

Por um lado, esse modelo pode ser interessante, porque significa que a tendência é a de que as parcelas diminuam com o passar do tempo, já que os juros são calculados em cima do valor a pagar.

No entanto, a falta de previsibilidade – e a possível mudança das taxas de juros – pode atrapalhar a previsibilidade e o planejamento do cidadão que optou por seguir esse sistema de amortização.

Qual a diferença entre Tabela Price e Tabela SAC?

Como explicado anteriormente, as maiores diferenças entre a Tabela Price e a Tabela SAC são referentes à forma de amortização que cada uma delas oferece aos clientes.

Enquanto a primeira mantém a previsibilidade e constância das prestações, a segunda é mais dinâmica, e varia de acordo com o saldo devedor a cada mês.

Além desse detalhe, é importante considerar outras características de cada uma delas ao decidir qual será o tipo de sistema de amortização contratado no seu financiamento imobiliário.

Vamos entender um pouco mais sobre as características e particularidades de cada uma delas.

Características da Tabela Price

São as características mais marcantes da Tabela Price:

  • As parcelas serem mais previsíveis e constantes, mantendo o mesmo valor do início ao fim do financiamento imobiliário;
  • A realização de uma amortização crescente, em que as primeiras parcelas priorizam os juros do financiamento, e as últimas são referentes à amortização propriamente dita;
  • A primeira prestação do financiamento pela Tabela Price é mais barata;
  • A última prestação do financiamento pela Tabela Price é igual à primeira;
  • O saldo devedor tende a ser reduzido de forma mais lenta do que se comparado a outros sistemas de amortização;
  • O montante de juros é maior ao fim do prazo do financiamento imobiliário pela Tabela Price.

Características da Tabela SAC

Por outro lado, temos a Tabela SAC , com algumas particularidades que também precisam ser conhecidas para identificação das melhores alternativas para o seu financiamento imobiliário.

Confira algumas características da Tabela SAC:

  • As parcelas tendem a ser decrescentes. Nesse sentido, a primeira é maior e o valor é reduzido mês a mês;
  • A amortização do saldo devedor é constante, com um valor fixo todos os meses durante o financiamento imobiliário;
  • A primeira prestação do financiamento imobiliário é mais cara;
  • A última prestação é mais barata que a primeira parcela do financiamento imobiliário;
  • O saldo devedor tende a ser reduzido de forma mais rápida do que em outro sistema, como a Tabela Price;
  • O montante de juros é menor ao fim do financiamento imobiliário.

Na hora de financiar um imóvel, é melhor financiar pela Tabela Price ou pela Tabela SAC?

A escolha do sistema de amortização no seu financiamento imobiliário depende de diversos fatores.

É preciso identificar qual modelo faz mais sentido considerando o seu perfil de consumidor: quem não possui a possibilidade de dispor de valores mensais mais elevados, a tabela Price pode ser a melhor alternativa, uma vez que através do sistema SAC, as primeiras parcelas tendem a ser maiores.

No entanto, se você dispõe de um bom montante para arcar com prestações maiores no início do financiamento imobiliário, e seu foco é pagar menos juros, o sistema SAC pode ser o mais interessante, uma vez que os juros são calculados mês a mês, de acordo com o saldo devedor.

A melhor forma de encontrar o sistema de amortização mais adequado para você e para as suas necessidades é realizando uma simulação de financiamento imobiliário .

Quais os tipos de amortização existentes, além da Tabela Price e SAC?

Além da Tabela Price, em que o valor das parcelas não muda durante todo o financiamento imobiliário, e a Tabela SAC, em que a amortização da dívida ocorre de forma constante em cada mês do financiamento, existem outros tipos disponíveis – mas menos comuns – no mercado.

São eles:

  • Sistema de Pagamentos Variáveis: nesse modelo, os pagamentos são diferenciados;
  • Sistema de Pagamento Único: nesse sistema, é realizado um único pagamento quando termina o financiamento imobiliário;
  • Sistema de Amortização Misto (SAM): nesse sistema, os rendimentos considerados são a média entre os sistemas mais comuns (tabela Price e SAC);
  • Sistema Alemão: no sistema alemão de amortização, o valor das prestações não muda, e os juros são pagos previamente. Nesse modelo, apenas o primeiro pagamento coincide com os juros cobrados na realização da operação;
  • Sistema Americano: nesse sistema, o pagamento é feito no final, com os juros que foram previstos durante cada mês e período do financiamento imobiliário.

O que é melhor na correção monetária: Tabela Price ou SAC?

É importante ter em mente que, independentemente do tipo de amortização que você escolheu para realizar seu financiamento imobiliário, a correção monetária irá acontecer.

Ela se aplica diretamente no saldo devedor e nos valores das prestações a serem pagas – e são feitas de duas formas distintas, que devem ser definidas no momento da escolha do tipo de amortização:

  • Correção prefixada;
  • Correção pós-fixada.

A correção prefixada se caracteriza pela previsibilidade. A instituição financeira responsável pela realização do financiamento imobiliário irá apresentar uma estimativa dos montantes e do possível embute que esse percentual pode representar nas taxas de juros do seu financiamento.

A correção pós-fixada, por sua vez, é um modelo de correção que segue atrelado a algum dos índices de mercado (Taxa Referencial, IGP-M ou IPCA, por exemplo), e é comumente calculada todos os meses.

Sair do aluguel e conquistar a casa própria é o sonho da grande maioria dos brasileiros – e na maior parte das vezes, o financiamento imobiliário é a melhor opção. Por isso é tão importante entendermos todas as variáveis que giram em torno dos valores das prestações, juros, entrada e impostos, além dos prazos de pagamento.

Quer saber mais sobre como o financiamento imobiliário funciona, tabela Price, tabela SAC e outras particularidades? Leia nosso conteúdo complementar 18 dúvidas sobre financiamento imobiliário .

Já encontrou o imóvel dos sonhos? Faça uma simulação do seu financiamento!

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos completos sobre investimentos, educação financeira e novos produtos

Gostou? Compartilhe
Assuntos relacionados
Para simplificar a vida Inter Bank
18 dúvidas comuns sobre o Financiamento Imobiliário

Confira nesse post as respostas das 18 principais dúvidas sobre financiamento imobiliário!...

Leia mais
Cuidando do seu dinheiro
Como usar o FGTS para amortizar financiamento?

Você sabia que é possível usar o FGTS para amortizar o financiamento imobiliário? Aprenda como...

Leia mais
Para simplificar a vida Inter Bank
Como quitar um financiamento imobiliário antes do prazo?

Financiou um imóvel e quer quitar as parcelas antes do prazo! Confira 3 dicas que...

Leia mais
Para simplificar a vida Inter Bank
Guia completo do Financiamento Imobiliário

Confira como fazer um financiamento imobiliário! Modalidades de financiamento sistemas de amortização taxas custos e...

Leia mais
Para simplificar a vida Inter Bank
SAC, SACRE ou Tabela Price: qual escolher no financiamento?

Saiba como funcionam os Sistemas de Amortização algo que influencia no valor das parcelas e...

Leia mais
Cuidando do seu dinheiro
Como funciona a Amortização de parcelas

Nesse post a gente te explica como reduzir o valor do seu financiamento....

Leia mais
Para simplificar a vida Inter Bank
Financiamento Imobiliário: o que você precisa saber

Preparando-se para o sonho do imóvel próprio. ...

Leia mais