Para simplificar a vida Inter Bank

TED ou DOC: Qual é a diferença?

Publicado em 03/09/2021

Se você já precisou transferir algum dinheiro de uma conta bancária para outra pode ter se perguntado: afinal, qual é a diferença entre TED e DOC?

Os dois são métodos usados pelo sistema financeiro brasileiro para transferir dinheiro entre contas de instituições diferentes.

A diferença entre eles está no prazo e no valor máximo permitido por cada operação. Com a TED, você pode fazer transferências maiores que R$ 5.000,00 e o valor cai no mesmo dia, se a operação for feita até 17h. No caso do DOC, o valor máximo para transferir é de R$ 4.999,99 e o dinheiro é liberado na conta destino somente no dia seguinte.

Entenda mais diferenças, a seguir.

O que é TED?

Criada em 2002 pelo Banco Central, a TED (Transferência Eletrônica Disponível) tem como principal característica o prazo para o dinheiro ser creditado na conta. Outro ponto importante da TED é quanto pode ser transferido. Não existe valor mínimo ou valor máximo para que a operação seja realizada.

Quanto tempo demora uma TED?

Se a transferência for feita até as 17h (horário de Brasília) de um dia útil, o valor fica disponível no mesmo dia. Caso seja concluída após esse horário ou aos feriados e fins de semana, a transação é efetivada no dia útil seguinte. Por ser mais rápida, algumas instituições bancárias cobram para realizar a TED em agências ou mesmo pela internet.

Aqui no Inter, tarifas não fazem parte do nosso vocabulário. Por isso, todas as TEDs são gratuitas e ilimitadas!

O que é DOC?

DOC significa Documento de Ordem de Crédito e sua característica principal é que a operação só é concluída no próximo dia útil. Também é importante lembrar que, embora não possua valor mínimo para a operação, o DOC só pode ser feito para transferências de até R$ 4.999,99.

DOC cai no mesmo dia?

Ao fazer um DOC, o dinheiro só fica disponível no próximo dia útil – se a operação for feita até as 22h de um dia útil. Agora, se a operação for realizada após esse horário ou em feriados e fins de semana, o valor pode levar mais tempo para ficar disponível na conta de destino.

TED e DOC são gratuitos?

A resposta para essa pergunta vai depender da instituição onde você tem conta. Grande parte dos bancos tradicionais cobram tarifas para realizar TEDs ou DOCs, seja em agências ou pela internet.

É possível, porém, ter uma quantidade limitada para fazer essas operações em pacotes mensais oferecidos por esses bancos – se você passar desse limite, é cobrado uma tarifa extra para cada transação.

Já nos bancos digitais, você encontra TEDs e DOCs gratuitos. Contudo, alguns também limitam a quantidade de transações que o cliente pode fazer por mês.

Na Conta Digital do Inter, você não paga nada para transferir e pode fazer qualquer operação quantas vezes quiser.

E o Pix?

O Pix é um meio de pagamento instantâneo criado pelo Banco Central, em 2020, que permite transferências de valores entre contas, qualquer hora do dia, qualquer dia da semana, o que já dá para ele uma ampla vantagem em relação ao DOC e TED.

Além da disponibilidade, o Pix não cobra taxas sobre os valores transacionados para pessoa física, seja qual for o seu banco. No Inter, ele é gratuito para pessoa jurídica também.

Graças a essas características o Pix se popularizou rapidamente entre os brasileiros se tornando o segundo meio de pagamento mais usado, e superando as transações realizadas com TED e DOC, poucos meses após seu lançamento.

Quanto tempo demora o Pix?

A transação do Pix é instantânea, graças a tecnologia de API que conecta sistemas de diferentes bancos. Por isso, ele é ideal para qualquer pagamento, principalmente, para emergências.

O Pix tem limite de valor?

Quando foi lançado o Pix não tinha limites de valor por transação, mas cada instituição podia estabelecer um limite próprio para seus correntistas. Recentemente, o Banco Central estabeleceu limites de valores para transações noturnas, com o intuito de reduzir as fraudes com o meio de pagamento. Confira as novas regras do Pix aqui. 

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos completos sobre investimentos, educação financeira e novos produtos

Gostou? Compartilhe