Para simplificar a vida Inter Invest

Título de capitalização é um bom investimento? Entenda!

Publicado em 04/10/2021

A promessa dos títulos de capitalização comercializados pelos grandes bancos parece tentadora: você economiza dinheiro e ainda concorre a prêmios durante todo o período da aplicação.

Mas será que eles podem ser considerados um investimento? E mais importante: será que eles valem a pena?

Antes de responder essas perguntas, vamos explicar:

  • O que é um título de capitalização?
  • Como eles funcionam?
  • Título de capitalização pode ser considerado um investimento?
  • Quanto rende um título de capitalização?
  • Vantagens e desvantagens

O que é um título de capitalização?

O título de capitalização é um título de crédito comercializado por empresas de capitalização e por bancos. Nesse tipo de produto, o participante concorre a prêmios e no vencimento do título pode resgatar o dinheiro investido acrescido de reajustes descontados despesas de administração.

Como funcionam os títulos de capitalização?

Os títulos de capitalização funcionam como uma espécie de poupança compulsória, já que o banco é o responsável por debitar o dinheiro da sua conta para viabilizar o pagamento da aplicação.

E por falar em pagamento de títulos, ele pode ser feito de 3 maneiras:

  • Pagamento único, feito na aquisição do título;
  • Pagamento mensal, com débitos programados pelo banco durante todo o período da aplicação (obrigatório para títulos com vigência de 12 meses);
  • Pagamento Periódico, de acordo com os prazos definidos pelo cliente (válido apenas para títulos com vigência superior a 12 meses).

O prazo de vigência do título deverá ser sempre ser igual ou superior ao período de pagamento.

Valores dos pagamentos

Os pagamentos mensais dos títulos têm um valor fixo e dividido em partes: a cota de capitalização, usada para formar o capital acumulado; valor para custear os sorteios, e despesas administrativas. Não são cobradas taxas de contratação.

Sorteios

Todos os sorteios são acompanhados por um auditor independente e as datas devem ser informadas com antecedência para os titulares, para que eles possam acompanhar o sorteio presencialmente, se quiserem. Para participar basta estar com os pagamentos do título em dia.

Resgate do investimento

Alguns títulos têm prazo de carência, isto é, um prazo mínimo para realizar o resgate. Se o titular solicitar o resgate nesse período ou se o título for cancelado, o pagamento será feito apenas quando acabar o prazo de carência, e será proporcional aos valores pagos menos os descontos previstos na quebra de contrato. Se o resgate for solicitado após o prazo de carência, mas antes da data de vencimento, o valor resgatado será proporcional ao tempo de pagamento.

Título de capitalização pode ser considerado um investimento?

Parece investimento, é vendido como um investimento, mas os títulos de capitalização são produtos da área de seguros e, portanto, regulamentados pela Susep (Superintendência de Seguros Privados, ligada ao Ministério da Fazenda).

Sendo assim, o dinheiro aplicado não é assegurado pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC) que protege investimentos de Renda Fixa como Poupança, CDB, LCI e LCA.

Quanto rende um título de capitalização?

O Título de Capitalização terá sua rentabilidade sempre atrelada a Taxa Referencial (TR) + uma taxa de juros definida pela instituição que comercializa o título, que não pode ser inferior a 20% da taxa de juros mensal aplicado à poupança.

Porém, vale destacar, que a TR está em 0% desde 2018, fazendo com que os rendimentos desses títulos sejam quase nulos e abaixo da inflação. E o valor resgatado pode ser ainda menor que o valor nominal, já que os bancos cobram taxas de administração e os custos com cotas de participação em sorteios.

Vale a pena investir em títulos de capitalização?

Como qualquer escolha na vida iremos precisar pesar as vantagens e desvantagens do produto antes de dar essa resposta.

Títulos de capitalização são fáceis de contratar, muitas instituições financeiras comercializam o produto e o pagamento é feito através de débito em conta, o que pode ser considerado um ponto positivo para pessoas que têm dificuldade de poupar dinheiro.

Outro atrativo muito citado são os sorteios, mas sobre isso é importante destacar dois pontos: em primeiro lugar, o cliente paga para participar deles, mesmo sem ter garantia nenhuma de levar prêmios. O que nos leva ao segundo ponto: as chances de ganhar são mínimas, principalmente, se houver muitos participantes concorrendo.

Já os riscos são enormes! A começar pela segurança do investidor. Caso você compre um título de capitalização de uma instituição financeira e ela venha à falência, não existe nenhuma garantia de que você vá reaver esse dinheiro, uma vez que a aplicação não é protegida pelo FGC.

“Pelo menos eu vou resgatar todo o dinheiro investido, quando a aplicação acabar”.

Na verdade, não é bem assim. O fato de os rendimentos dos títulos estarem atrelados a Taxa Referencial, uma taxa que está zerada há alguns anos, faz com que eles gerem prejuízo para o investidor, até mais do que a poupança que rende uma porcentagem da Selic.

Além disso, o dinheiro só poderá ser resgatado em datas específicas (de carência ou de vencimento), tornando-os inviáveis para construir uma reserva para emergências, por exemplo. 

Após avaliar com cuidado todas as variáveis, chegamos à conclusão de que os títulos de capitalização não valem a pena para o investidor, independentemente do seu perfil.

Se você está em busca de investimentos seguros as melhores opções seriam os CDBs, Tesouro Direto, LCIs e LCAs. 

As LCIs e LCAs podem ser ainda mais vantajosas, por serem isentas de Imposto de Renda. Nos artigos relacionados deixaremos opções de artigos para você saber mais sobre esses investimentos.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos completos sobre investimentos, educação financeira e novos produtos

Gostou? Compartilhe
Assuntos relacionados
De olho no mercado
CDB: o que é, quanto rende e como investir

Escolher onde aplicar nosso dinheiro é uma decisão difícil para quem ainda não está acostumado...

Leia mais
Para simplificar a vida Inter Invest
Entendendo as LCIs

O que é quanto rende e como investir. ...

Leia mais
Cuidando do seu dinheiro
O que é Tesouro Direto e como investir

Se você procura rentabilidade maior que a poupança e tem perfil conservador o Tesouro Direto...

Leia mais