Se você navega pelo mundo dos investimentos já deve ter escutado o termo Day Trade por aí, certo?

Este modelo de negociação é muito utilizado nos mercados financeiros, com foco em operações do dia.

É comum que, ao falarmos de negociação e investimentos, a mente de muitas pessoas vá para aquela cena hollywoodiana de "homens de negócios" de olho nas telas e gráficos dos computadores, com seus telefones a postos, gritando na competição de compra e venda de ações.

O mercado mudou e, nesse post, a gente te conta como o Day Trade funciona na atualidade, inclusive por muitas pessoas "comuns", viu?!

O que é Day Trade?

Day Trade é o nome dado a operação - de curto prazo - de compra e venda da mesma quantidade de ações, realizada no mesmo dia, em busca de lucratividade.

A lógica deste processo consiste em o investidor vender um ativo por um valor maior que o de compra. Também pode se dar ao comprar um ativo por um preço inferior ao de venda.

Ou seja, basicamente o foco é ganhar dinheiro na variação do preço de forma rápida, ciente das oscilações.

O investidor que atua com Day Trade é conhecido como day trader. O perfil de investidor neste caso é o arrojado.

Como o Day Trade funciona?

Sabendo que o Day Trade está relacionado a compra e venda de ações na "transação do dia" - como a própria tradução apresenta - vamos a um exemplo prático:

Compra seguida de venda

Helena compra um lote de ações pela manhã investindo R$ 100,00 por ação. No início da tarde ela consegue vender cada papel por R$ 102,00. Logo estará ganhando R$ 2,00 reais por ação em um só dia, resultando em um percentual de ganho de 2%.

Venda seguida da compra

Já Mario resolveu vender um lote de suas ações às 11h da manhã por R$ 50,00 cada. Ao fim da tarde Mario recompra estes papéis por R$ 49,00 cada. Ao fim do dia, ele lucrou R$ 1,00 real por ação.

Nas demonstrações acima as lucratividades foram R$ 2,00 e R$ 1,00 por ação. O que "parece" pouco. Na verdade, a operação é altamente atrativa visto que um investidor pode adquirir muitos papéis.

Se Helena tivesse vendido 20 de suas ações, ao fim do dia seu ganho seria de R$ 40,00 em um só dia, por exemplo.

Os termos do Day Trade

No universo do Day Trade existem alguns termos importante, conheça agora:

Stop loss / Stop gain

Em suas traduções: interromper prejuízo / interromper ganhos.

O primeiro está relacionado a limitação da perda, ou seja, o limite máximo de prejuízo que se pode levar quando o valor de sua ação cair.

Nesta situação é possível estipular um valor que, caso atingido, as ações automaticamente serão vendidas limitando que a perda seja desenfreada.

No stop gain a lógica é semelhante, neste caso há a automatização da operação quando valorizarem até certa quantia.

Alavancagem

Na alavancagem existe um limite disposto pela Corretora, que pode ser acessado via Home Broker, para operar a descoberto um determinado ativo. Desta forma é possível assumir uma posição maior do que o que era previsto. A base está relacionada ao montante de seu capital.

Ou seja, trata-se de uma oportunidade de aproveitar ainda mais as possibilidades do mercado, seja ela e alta ou baixa.

Margem garantida

Esta ação se refere a atitude de permitir a negociação, na corretora, do valor depositado para alavancagem.

Nesta situação, um investidor conseguirá negociar e melhorar a expectativa de alcance de sua carteira.

Os investimentos considerados como margem de segurança podem ser ações, CDBs ou Títulos Públicos, por exemplo.

Cálculo Bovespa

O limite operacional BOVESPA é o valor alocado com o qual é possível realizar suas operações na BOVESPA. Ele é o seu saldo em conta + 50% de renda variável + 100% de renda fixa (sem poupança e com tesouro).

>> Opere minicontratos no mercado futuro de maneira eficiente e se torne um day trader de sucesso!

Zerar a posição

Quando, ao fim do dia, o investidor comprou a mesma quantidade que vendeu, ou vendeu a mesma quantidade que comprou.

Neste caso, ao fim da operação não houve ganhos ou perdas, o nome deste "empate financeiro" é Zerar a posição.

O termo "Zerar posição" também pode ser utilizado quando o investidor está posicionado em uma operação e resolve encerrá-la, seja porque atingiu o objetivo final ou seu limite de perda (stop loss).

Tipos de Ordens

Ordens são as instruções dadas por um investidor à sua corretora para a execução de uma compra ou uma venda de ações. Quer saber quais são e suas diferenciações? O Investidor especialista em operações de curto prazo Rodrigo Cohen te explica no vídeo abaixo!

Conheça o portal Inter Invest

Se você gosta de investimentos também vai gostar de saber que simplificamos sua forma de estar antenado as nuances de mercado. Isso porque criamos um portal do investidor.

Acessar o Inter Invest agora!

https://static.bancointer.com.br/blog/author/images/fdd72f263fb043aaa12c75e1d6664ace_img-20211222-wa0008.jpg
Rúbia GregórioAnalista de Conteúdo e CRM

Publicitária, especializada em Marketing Estratégico e técnica em Administração. Crio conteúdos que simplificam '')

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos completos sobre investimentos, educação financeira e novos produtos

Gostou? Compartilhe
Assuntos relacionados
Para simplificar a vida Inter Invest
O que é Renda Fixa?

Os investimentos de renda fixa são considerados mais previsíveis pois sua remuneração será calculada no...

Leia mais
Para simplificar a vida Inter Invest
Simplifique o seu jeito de investir com o Portal Inter Invest!

Já imaginou que bom seria encontrar tudo que você precisa saber sobre investimentos em um...

Leia mais
Para simplificar a vida Inter Bank
Como usar o CDB Mais Limite de Crédito do Inter?

O CDB + Limite é um investimento que te dá limite de crédito. Veja como...

Leia mais